Início / Agricultura / Carsol Fruit investe 54 M€ na produção biológica de mirtilos em Alcácer do Sal

Carsol Fruit investe 54 M€ na produção biológica de mirtilos em Alcácer do Sal

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Carsol Fruit Portugal, empresa detida em partes iguais pela família de Filipe de Botton e pela família Carrasco (Chile), vai investir um total de 54 milhões de euros em Alcácer do Sal.

A antiga fábrica da Torrinha, em Montalvo, vai ser requalificada e integrar um grande investimento na área da produção biológica de mirtilos, que tornará o “concelho de Alcácer do Sal e o País uma referência para a compra deste fruto”, realça fonte da autarquia.

O investimento de 54 milhões de euros inclui os campos adquiridos e as plantações, assim como os edifícios fabris de frio e embalamento.

400 ha de mirtilos

Até 2022 a área de plantação será de 400 ha, sendo que entrarão em produção total no ano de 2025. Esta produção, completamente biológica, permitirá colher uma média de 9 mil toneladas de mirtilo por ano, que se destinam essencialmente a exportação, mas também ao preenchimento das necessidades nacionais.

Além de 200 postos de trabalho definitivos no concelho de Alcácer do Sal, estima-se que, no pico da campanha do mirtilo em plena produção, o número de empregos temporários ronde os 2.500, um importante contributo sazonal para 2.500 pessoas.

O projecto

A CarSol Fruit Portugal, pretende instalar uma zona de produção de mirtilos na Herdade de Montalvo. Para este efeito será realizado um conjunto de investimentos, que consiste na realização de 10 furos de captação de água para rega, a preparação do solo (desmatação e mobilização da vegetação) numa área total de cerca de 300 hectares, a construção de 3 reservatórios de armazenamento de água, beneficiação da rede de caminhos internos na exploração, a instalação de edificado para apoio da actividade produtiva, e a aquisição de um conjunto de máquinas e equipamentos agrícolas necessários à actividade de produção.

A rega dos sectores dos pomares de mirtilos será realizada pelo sistema gota-a-gota, com origem de água em 10 captações de água subterrânea, do tipo furo vertical e armazenamento a efectuar em 3 reservatórios.

Energia

Em termos de energia eléctrica, a empresa prevê utilizar a instalação de uma linha aérea de média tensão com uma extensão da ordem dos 3000 m de extensão e seis postos de transformação e, simultâneo está prevista a instalação de uma área de painéis fotovoltaicos.

O projecto eléctrico de baixa tensão contempla uma rede de distribuição para alimentar os equipamentos previstos (bombas submersíveis dos furos e bombas de superfície dos reservatórios).

Assumindo-se, que o início da plantação ocorra no ano 2020 (ano zero), a CarSol Fruit Portugal prevê que a primeira produção em ano cruzeiro, ocorra em 2025.

A plantação realiza-se para um longo período (25 a 30 anos), salvo no caso de renovação de plantas, pelo que é importante uma boa instalação da planta. A escolha das plantas deve ser feita consoante o tipo de solo e clima presente no local.

No Projecto Agroflorestal CarSol Fruits serão utilizadas as variações de espécies de mirtilos Blue Ribbon e Top Shelf.

Conheça o projecto completo da CarSol Fruit aqui.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Organizações de produtores de pequenos frutos pedem ao Governo medidas para salvaguardar actividade e emprego

Partilhar            O isolamento social e a quarentena determinada pela pandemia de Covid-19 está a alterar os …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.