Início / Agricultura / Capoulas Santos: mais 80 M€ no PDR 2020 “é nova dinâmica no programa de apoio” à agricultura

Capoulas Santos: mais 80 M€ no PDR 2020 “é nova dinâmica no programa de apoio” à agricultura

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O PDR 2020 – Programa de Desenvolvimento Rural tem mais duas candidaturas abertas, com um montante global de 80 milhões de euros, destinados a financiar investimentos na transformação e comercialização de produtos agrícolas. Trata-se da Operação 3.3.1. Investimentos na Transformação e Comercialização de Produtos Agrícolas e da operação 3.2.1. Investimento na Exploração Agrícola.

Para o ministro da Agricultura, “trata-se de impulsionar o investimento no sector através da implementação de uma nova dinâmica no programa de apoio, recuperando atrasos e colocando novos apoios ao serviço da agricultura”. Luís Capoulas Santos sublinha que “não há tempo a perder, o Governo tem feito um esforço grande para garantir também o nível de investimento no sector, que vai agora ser reforçado com este novo pacote de ajudas”.

Todos os detalhes sobre estas operações, que têm candidaturas abertas até marco de 2017, poderão ser consultados no site do PDR 2020.

No caso da Operação 3.3.1. Investimentos na Transformação e Comercialização de Produtos Agrícolas o objectivo é apoiar a realização de investimentos na transformação e comercialização de produtos agrícolas destinados a melhorar o desempenho competitivo das unidades industriais, através do aumento da produção, da criação de valor baseada no conhecimento, em processos e produtos inovadores, na melhoria da qualidade dos produtos, numa gestão eficiente dos recursos, no uso de energias renováveis. Uma das condições é que pelo menos 70% produção de energia seja para consumo próprio garantindo simultaneamente a sustentabilidade ambiental das actividades económicas.

Apoio à exploração agrícola

No caso da operação 3.2.1. Investimento na Exploração Agrícola, também em aberto, o objectivo é apoiar a realização de investimentos na exploração agrícola destinados a melhorar o desempenho e a viabilidade da exploração, aumentar a produção, criar valor, melhorar a qualidade dos produtos, introduzir métodos e produtos inovadores e garantir a sustentabilidade ambiental da exploração, visando nomeadamente:
– A utilização eficiente do recurso água, incluindo a adopção de tecnologias de produção;
– A gestão do recurso água, incluindo investimento em melhoramento de infraestruturas de rega tendo em vista as suas condições de segurança;
– A protecção e utilização eficiente do recurso energia, incluindo a adopção de tecnologias de produção;
– A melhoria de fertilidade e da estrutura do solo;
– A redução da volatilidade dos preços dos factores/produtos agrícolas;
– A produção e/ou utilização de energias renováveis, com excepção da bioenergia a partir de cereais e outras culturas ricas em amido, açucares e oleaginosas, desde que pelo menos 70% produção de energia seja para consumo da exploração.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Isabel Estrada Carvalhais: “Covid-19 continua a ter repercussões muito negativas no mercado da carne”

Partilhar            A eurodeputada portuguesa, Isabel Estrada Carvalhais, eleita pelo Partido Socialista (PS) manifestou preocupação face à …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.