Início / Agenda / CAP, sem sinais de colaboração do Ministério da Agricultura, apresenta propostas para a Arquitectura Verde

CAP, sem sinais de colaboração do Ministério da Agricultura, apresenta propostas para a Arquitectura Verde

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A CAP — Confederação dos Agricultores de Portugal vai apresentar, aos agentes do sector e ao público em geral, as suas propostas para a Arquitectura Verde que, no âmbito do PEPAC — Plano Estratégico da Política Agrícola Comum, já foram enviadas ao primeiro-ministro e não à ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes. A apresentação será feita através de webinar, na próxima segunda-feira, dia 11 de Outubro, a partir das 15 horas.

“Lamentavelmente o Ministério da Agricultura, não dá sinais de colaboração e de consulta ao sector, no sentido de assegurar que a proposta do PEPAC do Ministério da Agricultura seja realmente adequada à agricultura portuguesa”, refere a direcção da CAP.

E explica que, no âmbito da Reforma da Política Agrícola Comum está a decorrer a elaboração do Plano Estratégico da PAC, documento que regerá os apoios a afectar à agricultura portuguesa, no período 2023-2027. “O reforço das preocupações de carácter ambiental e climático percorre o acordo político alcançado pelos Estados-membros em Julho passado, existindo um conjunto de instrumentos específicos para estes fins”, designado “Arquitectura Verde”.

Oportunidade para o sector agrícola e para o Ambiente

Considerando a Confederação dos Agricultores de Portugal que a “Arquitectura Verde” é “uma oportunidade para o sector agrícola e para o Ambiente”, conduziu uma “ampla reflexão interna com as suas filiadas” que culminou no envio ao primeiro-ministro, António Costa, no passado dia 23 de Setembro, da “Proposta da CAP para a Arquitectura Verde”.

Para participar, pode efectuar a sua inscrição aqui.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Petição contra a alteração da idade para assistir ou participar em touradas está a chegar aos 18 mil subscritores

Partilhar              O Conselho de Ministros aprovou no dia 14 de Outubro o decreto-lei que altera a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.