Início / Agenda / CAP lança debate sobre “O estranho (o)caso da Estratégia Nacional para as Florestas”

CAP lança debate sobre “O estranho (o)caso da Estratégia Nacional para as Florestas”

A CAP — Confederação dos Agricultores de Portugal realiza no próximo dia 27 de Abril, em formato online, na plataforma Zoom, a partir das 11 horas, o seminário “Ainda há espaço para a economia na política florestal portuguesa? – O estranho (o)caso da Estratégia Nacional para as Florestas”. A participação é gratuita.

Este é o primeiro de um ciclo de três eventos subordinados a este mesmo tema em que se “procurará ouvir o entendimento das principais organizações que representam os diversos agentes da fileira florestal portuguesa”.

“Isto porque, apesar da proclamação formal da relevância económica da floresta portuguesa nos principais documentos legislativos definidores da nossa política florestal, o sector florestal assistiu desde o início da XIII Legislatura, iniciada em 2015, a um discurso político crescentemente anti-produção e, em consequência, à aprovação de legislação fortemente restritiva do investimento florestal e à quase cessação das medidas de fomento florestal — seguidas antes pelos poderes públicos durante décadas”, refere a CAP.

Por outro lado, acrescenta, “houve a perda de um propósito autónomo da política florestal, com a sua subordinação funcional aos objectivos de outras políticas públicas como a de protecção civil, ordenamento do território e acção climática, e a uma muito clara subalternização das funções económicas da floresta. A passagem da tutela política deste sector para o Ministério do Ambiente é uma confirmação desse facto”.

Neste seminário, a Confederação dos Agricultores de Portugal propõe-se promover a discussão deste assunto com alguns dos principais agentes da fileira florestal portuguesa. Deverá a política florestal portuguesa centrar-se na floresta e expressar a relevância económica da sua produção e das actividades económicas que sustenta ou, definitivamente, rever os principais documentos legislativos que a consagram em função de prioridades colectivas alternativas?

Pode inscrever-se neste seminário aqui.

Intervenientes:

Intervenção de abertura pelo Ministro do Ambiente da Acção Climática,
Duarte Cordeiro

CAP, Confederação dos Agricultores de Portugal
Eduardo Oliveira e Sousa, presidente da direcção

AIMMP, Associação das Indústrias de Madeira e Mobiliário de Portugal
Victor Poças, presidente da direcção

ANEFA, Associação Nacional de Empresas Florestais, Agrícolas e do Ambiente
Pedro Serra Ramos, presidente da direcção

APCOR, Associação Portuguesa da Cortiça
João Rui Ferreira, secretário-geral

CELPA, Associação da Indústria Papeleira
Francisco Gomes da Silva, director-geral

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Carmona Rodrigues lidera Grupo de Trabalho para estratégia de gestão, armazenamento e distribuição eficiente da água

Partilhar              O Governo decidiu criar um Grupo de Trabalho para delinear a estratégia multissectorial, “Água que Une”, …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.