Início / Apoios e Oportunidades / Câmara de Arcos de Valdevez reforça Programa de Apoio ao Comércio

Câmara de Arcos de Valdevez reforça Programa de Apoio ao Comércio

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A última reunião de Câmara aprovou um reforço de 45.000 mil euros no orçamento para apoio ao comércio de Arcos de Valdevez, no âmbito do Programa de Apoio ao Comércio de Arcos de Valdevez, passando o limite orçamental para 145 000 mil euros.

Segundo a autarquia, “com este programa pretende-se apoiar a expansão ou modernização de micro e pequenas empresas de comércio em todo o concelho de Arcos de Valdevez”.

Assim, acrescenta, “este apoio assume a natureza de incentivo não reembolsável, correspondente a 50% das despesas elegíveis, até ao limite máximo de 10.000 euros por projecto”.

14 candidaturas

De referir que foram apresentadas 14 candidaturas por parte de empresas locais, o que representa um investimento estimado de cerca de 300 mil euros.

“Este é um sinal de dinamismo do comércio arcuense e da adesão ao programa de apoio (PROCOM) lançado pela Câmara Municipal no âmbito dos apoios à retoma da economia arcuense”, frisa a autarquia.

Programa de Apoio ao Comércio

A autarquia de Arcos de Valdevez pretende apoiar e promover a revitalização do tecido social e económico do concelho, “porque o comércio tem uma grande importância económica e social” no concelho.

“A dinamização e revitalização da actividade comercial potencia o desenvolvimento integrado do concelho. O comércio, nomeadamente o tradicional, necessita de modernização e requalificação comercial e funcional que permita a fixação e a atracção de novos clientes e de novos mercados, promova a criação de emprego e gere rendimento”.

Neste sentido, a Câmara Municipal criou o Programa de Apoio ao Comércio de Arcos de Valdevez, o qual se destina a apoiar a criação, expansão ou modernização de micro e pequenas empresas de comércio no concelho de Arcos de Valdevez, e, através do qual podem beneficiar as micro e pequenas empresas, independentemente da sua forma jurídica.

O incentivo financeiro a conceder assume a natureza de incentivo não reembolsável, correspondente a 50% das despesas elegíveis, até ao limite máximo de 10.000 euros por projecto.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Ministra da Agricultura inaugura reabilitação do Aproveitamento Hidroagrícola da Camba

Partilhar              A ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, e o secretário de Estado da Agricultura …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.