Início / Empresas / Bienal de Turismo de Natureza 2019 leva debate da sustentabilidade a Aljezur

Bienal de Turismo de Natureza 2019 leva debate da sustentabilidade a Aljezur

A Bienal de Turismo de Natureza (BTN’19) 2019 realiza-se de 22 a 24 de Fevereiro, em Aljezur, no Pavilhão Multiusos. Uma organização da Vicentina — Associação para o Desenvolvimento do Sudoeste. O desafio da sustentabilidade será o principal tema em debate.

O encontro visa juntar profissionais, empresários, decisores públicos, entidades certificadoras e investigadores em torno deste segmento de mercado, de forma a colocá-lo na agenda do desenvolvimento regional.

A Vicentina pretende com este evento contrariar “o efeito predador de recursos naturais, patrimoniais, humanos e identitários que a indústria do turismo (de massas) pode provocar e, consequentemente, da importância do planeamento estratégico e da operacionalização de medidas para a sustentabilidade” deste nicho.

Turismo e sustentabilidade

Em 2017, a Organização Mundial do Turismo das Nações Unidas (UNWTO) dedicou o ano de 2017 à sustentabilidade, tendo em conta que, em 2030, 1,8 biliões de turistas vão cruzar fronteiras.

Por isso, a BTN’19 “inspira-se nessa preocupação global e regional e pretende desafiar o Algarve a olhar para um futuro mais sustentável, com especial atenção para as zonas de baixa densidade e áreas protegidas, onde um impacto turístico menos pensado pode causar danos irreparáveis na região”.

A BTN

A Bienal de Turismo de Natureza tem como missão promover o desenvolvimento do turismo de natureza no Algarve, contribuindo para o desenvolvimento social, económico e ambiental das comunidades, através da preservação da identidade, desenvolvimento do conhecimento e competências e adesão a padrões internacionais de turismo sustentável.

O evento conta com um espaço de debates onde pretende reunir as principais entidades certificadoras de turismo sustentável, nacionais e internacionais de forma a se ter um olhar sobre o potencial da Região do Algarve, com enfoque nas áreas de Rede Natura 2000, para se afirmar como destino turístico sustentável a nível social, económico e ambiental.

Por outro lado, conta com um espaço expositivo, no qual se mostram soluções sustentáveis para o desenvolvimento do território: produtos, equipamentos e serviços.

E ainda um espaço B2B, assente na plataforma da Enterprise European Network gerida pela CCDR, organizado em articulação com a ATA – Associação de Turismo do Algarve, onde se irão juntar agentes do mercado nacional e internacional, com vista à concretização de contactos e contratos comerciais.

Oficinas do Conhecimento

A Feira dedica ainda um espaço às Oficinas do Conhecimento, nas quais pretende reunir uma forte acção de promoção de conhecimento em Turismo de Natureza, capaz de contribuir para o desenvolvimento de um turismo mais sustentável, assente no conhecimento do território ao nível das actividades de natureza, recursos endógenos, identidade e modelos actuais de gestão de empresas turísticas.

E como não se trata só de negócios, Bienal tem ainda um Espaço do Arraial. Um espaço ilustrativo da identidade do Algarve, desde o Barlavento ao Sotavento. Inspirado nas festas, usos e costumes das comunidades locais, através da música, danças e cantares, gastronomia de raiz mediterrânea, artesanato, jogos e vendas tradicionais, pretende-se uma animação contemporânea ancorada nas tradições da Região.

Saiba tudo sobre a Bienal aqui.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

Mercadona baixa preços ao consumidor. Pão, massa e azeite incluídos

Partilhar              A Mercadona, empresa de supermercados de origem espanhola, realizou uma nova redução de preços no …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.