Início / Empresas / Banco Local de Voluntariado recolhe 2 t de bens alimentares em Celorico de Basto

Banco Local de Voluntariado recolhe 2 t de bens alimentares em Celorico de Basto

A Câmara Municipal de Celorico de Basto informa que “foi com a melhor receptividade” que os estabelecimentos comerciais do concelho receberam o Banco Local de Voluntariado que neste fim-de-semana último, 30 e 31 de Julho, desenvolveu uma campanha de recolha de bens alimentares para restabelecer o stock e conseguir continuar a ajudar as pessoas mais carenciadas do concelho.

Foram recolhidos cerca de 2 toneladas de alimentos “graças à generosidade da comunidade local” que é sempre, como observou o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, José Peixoto Lima, “muito receptiva quando é chamada para ajudar. O altruísmo das nossas gentes evidencia-se em muitas situações e neste caso não foi excepção”.

“A sua generosidade permitiu angariar uma quantidade de bens alimentares que irá permitir ajudar as famílias do concelho que vivem numa situação mais difícil, muitas delas a viver uma situação de pobreza envergonhada. Estamos a articular uma política que permita colmatar essas situações com medidas estruturais bem delineadas pois temos a obrigação de ajudar. Congratulo-me por ver que a comunidade tem feito um esforço conjunto que muito engrandece esta terra”, acrescentou José Peixoto Lima.

Segundo a coordenadora do Banco Local de Voluntariado, Helena Martinho, o Banco “tem tido um papel fundamental no apoio a indivíduos e famílias que precisam desta ajuda fundamental. Os estabelecimentos comerciais foram, como habitualmente, muito receptivos e as pessoas muito colaborativas e generosas. Como usualmente, contamos com a ajuda imprescindível dos nossos voluntários que se entregaram verdadeiramente a esta causa ”.

Mariana Alves participou como voluntária pelo segundo ano consecutivo nesta acção e disse adorar fazer voluntariado, “gosto muito de fazer voluntariado e as pessoas têm colaborado mais ao perceberem que estão a ajudar os que mais precisam da nossa terra”.

Com esta recolha foi possível restabelecer o stock por mais alguns meses para continuar a ajudar as famílias mais necessitadas, famílias essas que são encaminhas pelos serviços sociais, mediante o acompanhamento que fazem às famílias, refere uma nota de imprensa da autarquia.

A acção decorreu em 5 estabelecimentos comerciais, o Pingo doce, o Meu Super, o Mourinhas, o Amanhecer de Gandarela e o Amanhecer da Mota, entidades que associaram-se a esta causa e permitiram que os voluntários sensibilizassem para a doação de bens alimentares.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Furto de alfarroba não pára. GNR apreende mais 434 quilos em Silves

Partilhar              A Guarda Nacional Republicana (GNR) informa que o Comando Territorial de Faro, através do Posto …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.