Início / Agricultura / Banco de Terras para Pastores quer impulsionar produção de queijo DOP da Beira Baixa
Foto: Paulo Azevedo

Banco de Terras para Pastores quer impulsionar produção de queijo DOP da Beira Baixa

A APQDCB – Associação dos Produtores de Queijo do Distrito de Castelo Branco está a implementar um Banco de Terras para Pastores e está à procura de terrenos que actualmente estejam desocupados para integrar esta acção. A área da iniciativa corresponde à área geográfica de produção do queijo da Beira Baixa DOP.

Carlos Godinho, presidente da APQDCB afirma que “a iniciativa objectiva angariar terrenos que se encontram abandonados ou subvalorizados, e que tenham aptidão para o desenvolvimento da pastorícia, podendo, assim, os seus proprietários rentabilizar os mesmos através deste instrumento. Após a angariação de terrenos, os mesmos serão apresentados publicamente a potenciais empreendedores, para que estes os possam arrendar”.

Acrescenta ainda que “o Banco de Terras para Pastores objectiva identificar um conjunto de explorações agropecuárias, onde novos empreendedores possam iniciar e desenvolver a sua actividade, e acima de tudo, a um preço de arrendamento acessível à rentabilidade dessas actividades”.

Facilitar o acesso à terra

O Banco de Terras para Pastores quer assim facilitar o acesso à terra a novos empreendedores rurais, que querem desenvolver a actividade pecuária de ovinicultura e/ou capricultura para a produção de leite para fabricação de Queijo da Beira Baixa DOP. Ao mesmo tempo pretende-se combater o abandono e a degradação da paisagem e contribuir para o crescimento da economia rural.

Esta é a oportunidade para os proprietários darem uma nova vida aos seus terrenos, através do arrendamento. Os interessados só têm que preencher um pequeno formulário (aqui). Posteriormente será agendada uma visita aos locais.

Esta é só a primeira fase da iniciativa. Após a selecção dos terrenos será constituído e lançado o Banco de Terras para Pastores. Os empreenderes terão, assim, uma oportunidade para arrancar ou expandir os seus projectos.

O Banco de Terras para Pastores é uma iniciativa inserida no “Programa de Valorização da Fileira do Queijo da Região Centro”, co-financiado pelo Centro 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Rural.

Área abrangida DOP Queijo Beira Baixa

A área abrangida pela DOP Beira Baixa compreende os seguintes municípios:

  • Fundão
  • Castelo Branco
  • Vila Velha de Ródão
  • Belmonte
  • Penamacor
  • Idanha-a-Nova
  • Oleiros
  • Proença-a-Nova
  • Sertã
  • Vila de Rei
  • Mação

E pelas freguesias de:

  • Aldeia de São Francisco
  • União de freguesias de Barco e Coutada, Boidobra
  • União de freguesias de Casegas e Ourondo
  • União de freguesias de Covilhã e Canhoso
  • Dominguiso
  • Ferro
  • Orjais
  • Peraboa
  • União de freguesias Peso e Vales do Rio
  • São Jorge da Beira, Sobral e São Miguel
  • Tortosendo
  • União de freguesias Teixoso e São Miguel
  • União de freguesias Vale Formoso
  • Aldeia do Souto do concelho da Covilhã.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

Produtores florestais querem 10% do Fundo Ambiental para mitigação das alterações climáticas

Partilhar              As seis federações de produtores florestais “exigem o reforço, a previsibilidade e a desburocratização do …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.