Início / Empresas / Avançam os primeiros apoios da Agenda do Turismo para o Interior. 35 M€

Avançam os primeiros apoios da Agenda do Turismo para o Interior. 35 M€

O Ministério da Economia e do Mar informa que já estão disponíveis as duas primeiras novas linhas de apoio financeiro, publicadas hoje através de despacho do secretário de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, Nuno Fazenda, resultantes da Agenda do Turismo para o Interior, apresentada pelo Governo no passado dia 9 de Maio na Covilhã.

Com uma dotação orçamental total de 35 milhões de euros, as “novas linhas são de acesso simplificado e destinam-se a entidades que visem contribuir para o desenvolvimento socioeconómico dos territórios de baixa densidade, através do turismo”, avança o Ministério.

Linha + Interior Turismo

Com o intuito de contribuir para a preservação e reforço da atractividade turística dos territórios, a Linha + Interior Turismo disponibiliza 20 milhões de euros para financiar projectos que contribuam para o desenvolvimento turístico sustentável destes territórios, potenciando novas estratégias de valorização dos respectivos recursos, activos e agentes, gerando maiores níveis de atractividade turística e promovendo a sua dinamização social e económica, adianta o Executivo.

Esta linha está disponível para entidades públicas e entidades associativas ou fundações que pretendam desenvolver projectos alinhados com aqueles objectivos, correspondendo o apoio financeiro, de natureza não reembolsável, a uma taxa de 70%, com limite máximo de 400 (quatrocentos) mil euros, por projecto ou, no caso de uma candidatura conjunta, por entidade.

Linha de Microcrédito Turismo

Já a Linha de Microcrédito Turismo para o Interior dispõe de 15 milhões de euros para apoiar projectos de investimento de micro e pequenas empresas do sector, e que contribuam para o reforço da sua competitividade e sustentabilidade. Aplicável, igualmente, aos projectos a desenvolver nos Territórios de Baixa Densidade, são ainda abrangidas pela presente linha as micro e pequenas empresas que tenham por actividade principal a exploração de lojas com história e os estabelecimentos que promovam a venda de produtos locais e regionais, nomeadamente certificados ou com selo de autenticidade.

O apoio, ao abrigo desta linha de microcrédito, ascende a 90% do investimento, com o limite máximo de 30 mil euros, prevendo a possibilidade de concessão de um prémio de realização no montante correspondente a 30% do financiamento (conversão a fundo perdido).

Para Nuno Fazenda, secretário de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, “a abertura destas novas linhas de apoio dá o mote desta Agenda: impulsionar, diferenciar e concretizar projectos para afirmar o turismo no Interior, enquanto factor de coesão territorial e social. Estamos a passar da estratégia à acção, cumprindo com a mobilização de apoios para o interior. Outros se seguirão”.

Os procedimentos de apresentação de candidaturas a estas linhas de apoio ocorrem em contínuo, mediante formalização junto do Turismo de Portugal, a quem cabe a responsabilidade da sua gestão via fundos próprios.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Consulta pública sobre Acordo Comercial UE-Canadá termina a 25 de Abril

Partilhar              A Comissão Europeia tem em curso, até dia 25 de Abril de 2024, uma consulta …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.