Início / Agricultura / Aumento dos custos da produção agrícola não pára. Adubos sobem 128% em Março. Ração mais 48%

Aumento dos custos da produção agrícola não pára. Adubos sobem 128% em Março. Ração mais 48%

O índice de preços de bens e serviços de consumo corrente na produção agrícola registou, em Março de 2022, um acréscimo de 35,4%. Este aumento foi causado, principalmente, pelos aumentos dos índices de preços dos adubos e correctivos (+128,0%), alimentos para animais (+48,1%) e energia e lubrificantes (+40,5%).

Segundo o Boletim Mensal da Agricultura e Pescas – Maio de 2022, do Instituto Nacional de Estatística (INE), em comparação com o mês anterior verificou-se um acréscimo de 3,1% no índice de preços de bens e serviços de consumo corrente, tendo as variações mais significativas sido registadas na energia e lubrificantes (+13,3%) e nos adubos (+5,8%).

No índice de preços dos bens e serviços de investimento registou-se uma variação positiva de 7,9% devida, fundamentalmente, aos aumentos dos índices de preços das máquinas e materiais para colheita (+12,7%), motocultivadores e outro material de duas rodas (+10,3%) e máquinas e materiais para cultura (+8,5%). Em relação ao mês anterior observou-se uma variação positiva de 3,0%.

Índice de preços de produtos agrícolas no produtor

Por outro lado, acrescentam os técnicos do INE, já em Abril de 2022, observaram-se variações positivas nos índices dos preços dos produtos agrícolas no produtor dos ovos (+49,4%), aves de capoeira (+24,4%), ovinos e caprinos (+22,2%), bovinos (+16,6%), azeite a granel (+15,2%), suínos (+8,0%), hortícolas frescos (+6,6%), plantas e flores (+6,2%) e batata (+5,5%), tendo-se registado uma variação negativa no índice de preço dos frutos (-6,5%).

Mas, tudo indica que estes acréscimos de preço pagos aos produtor serão insuficientes para fazer face à escalada de custos e produção, o que, inevitavelmente, deverá manter a tendência de alta e preços dos alimentos no consumidor final.

Em relação ao mês anterior, verificou-se um acréscimo no índice de preços da batata (+22,9%), suínos (+21,7%), aves de capoeira (+18,9%), hortícolas frescos (+8,2%), ovos (+3,3%), azeite a granel (+2,6%), bovinos (+2,5%), plantas e flores (+1,4%) e uma diminuição no índice preços dos frutos (-1,2%) e ovinos e caprinos (-0,9%).

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Cotações – Cereais – Informação Semanal – 13 a 19 Junho 2022

Partilhar              Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas Cereais Outono-Inverno Esta semana foi dada …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.