Início / Agricultura / ASAE desmantela matadouro ilegal numa exploração pecuária em Évora

ASAE desmantela matadouro ilegal numa exploração pecuária em Évora

A ASAE —Autoridade de Segurança Alimentar e Económica, realizou, através da Unidade Regional do Sul – Unidade Operacional de Évora, uma operação de fiscalização que resultou no desmantelamento de um matadouro ilegal dentro de uma exploração pecuária, no distrito de Évora. A carne seguia depois para um estabelecimento de restauração.

Em comunicado, a ASAE explica que no decurso da intervenção “foi constatado que ali se procedia ao abate de animais de forma ilícita, em local não licenciado para o efeito, e sem condições de higiene adequadas, não sendo os animais sujeitos à inspecção sanitária obrigatória para despiste de doenças”.

Durante a acção, foi possível ainda verificar que posteriormente ao referido abate ilegal, a carne dos animais abatidos era comercializada para um estabelecimento de restauração e bebidas, sendo assim receptor e responsável pela entrada no circuito do consumo público, sendo que após acção de inspecção, foi verificada a falta de condições de higiene, tendo sido determinada a suspensão de actividade.

Como balanço da acção, foi instaurado 1 processo-crime por abate clandestino e pela prática dos crimes contra a saúde pública de géneros alimentícios anormais avariados, tendo sido apreendidos 500 kg de produtos cárneos, 4 facas, 2 cutelos e 1 machado, tudo num valor aproximado de 4.000 euros.

A presente acção contou com o apoio da Guarda Nacional Republicana (GNR), acrescenta o mesmo comunicado.

A ASAE garante que “continuará a desenvolver acções de fiscalização, no âmbito das suas competências, em todo o território nacional, em prol de uma sã e leal concorrência entre operadores económicos, na salvaguarda da segurança alimentar e saúde pública dos consumidores”.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Agricultores vão começar a receber os 10 cêntimos por litro de gasóleo agrícola gasto em 2021

Partilhar              A decisão já está publicada em Diário da República. Os agricultores vão receber  10 cêntimos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.