Início / Agricultura / Arganil recebe homenagem ao resineiro e ao pinhal-bravo

Arganil recebe homenagem ao resineiro e ao pinhal-bravo

A Antiga Cerâmica de Arganilense, em Arganil, recebeu no passado dia 22 de Outubro o “Dia do Resineiro”, evento de homenagem à resinagem e ao pinhal-bravo, promovido pela Resipinus — Associação de Destiladores e Exploradores de Resina.

Um encontro que contou com uma sessão sob o tema “A Resinagem na Sustentabilidade e Futuro da Floresta”, onde estiveram presentes os autarcas de Proença-a-Nova e de Vieira do Minho, o ForestWise – Laboratório Colaborativo para Gestão Integrada da Floresta e do Fogo (CoLAB), a NBI – Natural Business Intelligence, o Centro Pinus — Associação para a Valorização da Floresta de Pinho e o ICNF — Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas.

Uma sessão que terminou com a assinatura protocolar de cedência de sete tractores e respectivas alfaias, para apoio à actividade da resinagem, num investimento de 630 mil euros, aos associados da Resipinus, contando com a presença de João Paulo Catarino, secretário de Estado da Conservação da Natureza e Florestas.

Na sessão “A Resinagem na Sustentabilidade e Futuro da Floresta”, marcada pela presença de resineiros de todo o País, “as diferentes intervenções reforçaram o impacto positivo da resinagem na produção de riqueza e na criação de postos de trabalho, sobretudo nos territórios rurais”, refere uma nota de imprensa do Centro Pinus.

A Associação adianta ainda que relembrou-se “o contributo da extracção sustentável da resina natural para a gestão activa da floresta, sendo para isso essencial a presença do resineiro, um dos guardiões do pinhal-bravo com actividade na floresta durante praticamente todo o ano, o que se traduz na redução da vegetação combustível e numa maior prevenção do risco de incêndio”.

A directora executiva do Centro Pinus, Susana Carneiro reforçou durante a sua apresentação as vantagens do aproveitamento deste recurso para o produtor florestal e para o resineiro, nomeadamente na obtenção de receitas anuais. Consulte aqui a apresentação “A importância da resinagem na sustentabilidade da Fileira do Pinho”.

Já a apresentação de Paulo Pereira, da NBI – Natural Business Intelligence, caracterizou o potencial do pinhal para fornecer serviços do ecossistema, nomeadamente no sequestro de carbono e biodiversidade (ver aqui).

Contributos da resinagem

A resinagem, segundo a Resipinus, é uma “actividade que explora e transforma um recurso natural sustentável e que pode contribuir de forma preponderante para a valorização e preservação dos nossos pinhais (nomeadamente para a defesa “produtiva” das florestas de pinho contra incêndios florestais) e para a criação de emprego em áreas rurais”.

“A resina tem numerosas aplicações no nosso dia-a-dia, como colas, tintas, vernizes e é, também, utilizada na cosmética, na indústria farmacêutica e alimentar”, adianta o Centro Pinus.

Pelo seu potencial sócio-económico e contributo para uma economia de baixo carbono, a resina natural é considerada um recurso estratégico de Bioeconomia Sustentável. É um dos sectores contemplados no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) que disponibiliza 33 milhões de euros para o apoio à actividade da resinagem e para uma maior capacitação do sector.

Resina Natural RN21

O Consórcio Resina Natural RN21, que tem o Centro Pinus como um dos parceiros, encontra-se a desenvolver projectos de investigação na área da resina com base nos apoios deste programa nacional. Este consórcio é liderado pelo ForestWise e foi apresentado no evento por Carlos Fonseca.

No Centro Pinus também foi assinalado o Dia do Resineiro com a estreia de mais uma vídeo-reportagem Pinus TV: Estórias do pinhal-bravo: o resineiro.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

ANIL: “riqueza nutricional do leite é indiscutível”

Partilhar              “O leite é o nosso primeiro alimento e o seu consumo, para além de instintivo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.