Início / Agricultura / Área dedicada à diversificação agrícola nos Açores cresceu 600 hectares em seis anos

Área dedicada à diversificação agrícola nos Açores cresceu 600 hectares em seis anos

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A área dedicada à diversificação agrícola nos Açores cresceu 100 hectares por ano entre 2010 e 2016, o que reflecte “a aposta nesta vertente e se traduz numa redução nas importações”.

“Nos últimos seis anos, a área da diversificação agrícola, produção de fruta, hortícolas e flores, cresceu 100 hectares por ano”, afirmou ontem, 8 de Maio, em S. Miguel, o secretário Regional da Agricultura e Florestas, João Ponte, em declarações à margem da visita à Cooperativa Profrutos, no concelho de Ponta Delgada. Cooperativa que tem cerca de 19 hectares de produção certificada como biológica e que o governante deu como “um bom exemplo” a seguir.

O governante destacou que a aposta dos agricultores na diversificação agrícola tem permitido reduzir as importações e aumentar o abastecimento do mercado local, mas frisou que ainda há “margem para crescer”.

João Ponte referiu que, no anterior quadro comunitário (2007- 2013), 13% das primeiras instalações foram para a área da diversificação agrícola, acrescentando que no actual quadro esse valor é superior a 30%, sendo que esta realidade se verifica em todas as ilhas, com predominância para São Miguel.

Profrutos é um “bom exemplo”

O secretário Regional apontou a Profrutos como um “bom exemplo” do que deve ser feito, apostando em produtos de quarta gama, ajustando a sazonalidade das produções às necessidades do mercado e contribuindo, assim, em última análise, para a melhoria do rendimento dos produtores.

“O ananás é um embaixador da Região e, naturalmente, a entrada dos voos ‘low cost’ tem contribuído muito para este aumento do consumo”, disse João Ponte.

A Profrutos conta com 207 associados, 173 dos quais produtores de Ananás dos Açores, estando a apostar na produção de quarta gama, como os sumos.

“A actual direcção está a completar um ano de mandato e a aposta em produtos de quarta gama constitui um bom exemplo do que se está a fazer na Região”, afirmou João Ponte.

A cooperativa tem cerca de 19 hectares de produção certificada como biológica e em modo de conversão.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Portos dos Açores avança com reparação do molhe do Porto das Lajes do Pico

Partilhar            O Governo Regional dos Açores decidiu avançar com o procedimento, através da Portos dos Açores, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.