Início / Agricultura / Área de batata com diminuição de 10% no regadio e 15% no sequeiro

Área de batata com diminuição de 10% no regadio e 15% no sequeiro

O decréscimo da área de batata, que deverá rondar os 10% no regadio e 15% no sequeiro, ficou a dever-se a diversos factores, nomeadamente à falta de precipitação e humidade no solo, ao aumento dos preços dos meios de produção, em particular dos fertilizantes e dos combustíveis e à proibição de utilização de anti-abrolhantes de síntese à base de clorprofame.

Segundo as previsões agrícolas do Instituto Nacional de Estatística (INE), em 31 de Maio, a colheita da batata de sequeiro iniciou-se sem dificuldades, apresentando os tubérculos qualidade e calibres razoáveis. No entanto, na região do Oeste, onde esta cultura é mais representativa, os batatais apresentam um fraco desenvolvimento vegetativo, pelo que se prevêem quebras de 60%, face a 2021.

Maio extremamente quente e muito seco

O mês de Maio caracterizou-se, em termos meteorológicos, como extremamente quente e muito seco. Maio de 2022 foi o mais quente dos últimos 92 anos, com uma temperatura média de 19,2°C (+3,5°C face à normal 1971-2000).

Quanto à precipitação, o valor médio foi de 8,9mm, o que corresponde apenas a 13% do valor normal. Ocorreu principalmente em regime de aguaceiros, por vezes fortes e de granizo, acompanhados de trovoada.

Este cenário posiciona o ano hidrológico 2021/22 como o segundo menos chuvoso (393,9mm) desde 1931, apenas acima de 2004/05 (377,1mm).

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Cotações – Cereais – Informação Semanal – 13 a 19 Junho 2022

Partilhar              Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas Cereais Outono-Inverno Esta semana foi dada …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.