Início / Agricultura / Área das sementeiras de milho com tendência para a estabilização

Área das sementeiras de milho com tendência para a estabilização

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

As sementeiras de milho de regadio decorreram com algum atraso, resultante das interrupções que a precipitação nos meses de Abril e Maio provocou nos trabalhos de instalação da cultura. No litoral Norte e Centro, a conclusão dos trabalhos apenas ocorreu no início de Junho, sendo que, em alguns casos, os produtores optaram por cultivares de ciclo mais curto (com classe FAO 400 ou menos, isto é, com a duração do ciclo cultural inferior a 115 dias), revela o Instituto Nacional de Estatística (INE), nas suas previsões agrícolas a 31 de Julho de 2020.

A área semeada deverá ser semelhante à da campanha anterior (76 mil hectares de milho de regadio e 7 mil de milho de sequeiro).

De referir que o milho terá atingido um equilíbrio em termos de área instalada (entre os 76 e os 80 mil hectares desde 2016), situação à qual não será alheia a estabilização dos preços médios no mercado internacional a partir de 2014.

As searas apresentam bom desenvolvimento vegetativo e coloração intensa. As sementeiras mais precoces estão já em fase de floração, mas a maioria das searas estão ainda em fase de emborrachamento.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Vila Real de Santo António tem a primeira central fotovoltaica instalada nos portos de pesca nacionais

Partilhar            A Docapesca – Portos e Lotas concluiu a instalação de uma central fotovoltaica, que transforma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.