Início / Featured / APDL constrói novo viaduto no Terminal Petroleiro de Leixões

APDL constrói novo viaduto no Terminal Petroleiro de Leixões

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) vai construir um novo viaduto no Terminal Petroleiro do Porto de Leixões. A empreitada, que resulta de um investimento de mais de 3,5 milhões de euros por parte da APDL e da Galp, que comparticipará 15% da obra, foi consignada esta terça-feira, dia 3 de Novembro.

A intervenção consiste na construção de um novo viaduto de cerca de 400 metros que vai estabelecer a ligação aos postos B e C do Terminal Petrolífero e assegurar a passagem para o posto A. Esta obra vem, assim, substituir a estrutura pré-existente e permitir o seu desmantelamento, assim que a construção do novo viaduto seja concluída.

“O viaduto actual de acesso tem já 50 anos e encontra-se em avançado estado de degradação. Numa fase subsequente irá ser reabilitada a estrutura em que o viaduto actual se apoia e que suporta, igualmente, os pipelines, ou sejam o sistema que permite o transporte dos produtos petrolíferos”, explica uma nota de imprensa da APDL.

A nova infra-estrutura vai permitir, ainda, a normal circulação em ocasiões em que o mar transpõe o molhe e impede a utilização da via existente junto ao seu muro.

A empreitada, cuja execução está prevista em 12 meses, foi adjudicada à empresa Etermar – Engenharia e Construção e o projecto é da autoria de A3R, Engenharia. A fiscalização e coordenação de segurança em obra será da responsabilidade de Future Proman.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Atleta de Moura: Stefano da Piedade conquista 5º lugar no Campeonato Nacional de Pesca à Bóia

Partilhar              O atleta do Clube Mourense Amadores de Pesca e Caça Desportiva, Stefano da Piedade, alcançou …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.