Início / Agenda / Apas Floresta faz Curso de Enxertia em Pinheiro Manso

Apas Floresta faz Curso de Enxertia em Pinheiro Manso

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A A APAS Floresta – Associação de Produtores Florestais em parceria com a Associação de Produtores Florestais de Coruche (APFC) vai promover o 2º Curso de Enxertia em Pinheiro Manso, a realizar na zona Oeste. A acção realiza-se no próximo dia 5 de Maio, na Murteira, Cadaval, das 9 às 13 horas, tendo como ponto de encontro a APAS Floresta (lat. 39,196381º | long. -9,097215).

O curso tem como público-alvo técnicos e produtores florestais e um custo de 40 euros. As inscrições são limitadas a 15 participantes, podendo ser feitas até ao dia 28 de Abril, através do email geral@apasfloresta.pt, ou dos telefones 262 741 083 ou 932 916 797.

Espécie de múltiplas utilizações

A APAS Florestal explica que o pinheiro manso (Pinus pinea) é uma espécie florestal de múltiplas utilizações, nomeadamente a protecção do solo, a fixação de dunas, a reconversão dos ecossistemas degradados e a produção de fruto, esta última a mais importante para o produtor florestal.

“Pela sua enorme versatilidade, compreende-se a necessidade de melhorar e aumentar a produção recorrendo a novas técnicas, entre as quais destacamos o melhoramento genético. Para tal, utilizam-se métodos como a enxertia, que consiste na técnica de propagação vegetativa por implantação de uma porção de um ramo de uma árvore sobre outra”, explica a organização do curso. E acrescenta que esta técnica “permite melhorar e aumentar a produção de pinhas”.

Outra grande vantagem desta técnica apontada pela APAS Florestal é a possibilidade de se poder antecipar a produção de pinhas permitindo ao produtor florestal benefícios económicos de curto prazo.

A APAS Floresta foi criada em 2003 e tem como principal objectivo a defesa e promoção dos interesses dos produtores e proprietários florestais e o desenvolvimento de acções de preservação e valorização dos ecossistemas florestais.

Tem como principal área de intervenção a região Oeste, abrangendo 23 concelhos, contudo, com a expansão do Grupo de Gestão Florestal Certificada da APAS Floresta tem actuado noutras zonas como, Ourém, Leiria, Santiago do Cacém e Odemira.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

GNR apreende 2 toneladas de ameijoa imatura em Matosinhos

Partilhar            A GNR — Guarda Nacional Republicana informa que a Unidade de Controlo Costeiro (UCC), através …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.