Início / Agricultura / Anuário Agrícola de Alqueva 2017 já está online

Anuário Agrícola de Alqueva 2017 já está online

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Anuário Agrícola de Alqueva 2017 já está disponível online. Este tem como objectivo fornecer um quadro, tão claro quanto possível, dos sistemas de produção existentes e potenciais em Alqueva, por forma a auxiliar os agricultores da zona e investidores a desenvolverem actividades agrícolas sustentáveis.

O documento, explica fonte da EDIA — Empresa de Desenvolvimento e Infra-Estruturas do Alqueva, sistematiza informação das várias culturas e variedades com potencial agrícola em Alqueva, a sua rentabilidade económica, bem como, análises às tendências variáveis de mercados nacionais e internacionais.

Informação sobre as culturas

A elaboração deste documento, da responsabilidade da EDIA, resulta da recolha de informação sobre as culturas, junto de especialistas, de produtores da região, informação de documentos, artigos e outra bibliografia publicada e disponibilizada pelas várias entidades do sector.

Foram também consultados dados e informação do Instituto Nacional Estatística (INE), do Gabinete de Planeamento e Políticas (GPP) e de outras instituições ligadas ao Ministério da agricultura, florestas e desenvolvimento rural.

Tendo em conta o tipo de variáveis em causa, este documento é objecto de actualizações periódicas, com base anual, por forma a incorporar as alterações que se vierem a verificar.

Pode consultar o Anuário Agrícola de Alqueva aqui.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Associação de Bebidas Espirituosas defende fim da proibição de venda de bebidas alcoólicas a partir das 20h00

Partilhar            A Anebe – Associação Nacional de Empresas de Bebidas Espirituosas diz continuar “empenhada em contribuir …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.