Início / Agricultura / António Costa: grande desafio da floresta é gerar rendimento para se tornar sustentável
Foto: Portal do Governo

António Costa: grande desafio da floresta é gerar rendimento para se tornar sustentável

O grande desafio da floresta em Portugal é “gerar rendimento onde esse rendimento não existe”, já que é com a rentabilidade que a floresta vai tornar-se “sustentável economicamente e, logo, sustentável ambientalmente”, afirmou hoje, 14 de Abril, o primeiro-ministro António Costa na apresentação do projecto Motor Verde +Floresta, da empresa petrolífera Repsol, em Lisboa.

António Costa referiu que uma das causas do abandono da floresta é a sua falta de rentabilidade. “Temos uma imensa massa florestal que tem enorme potencial de consumir de CO2, e tem sido o maior emissor de CO2 por via dos incêndios florestais”.

Referindo que, “em Portugal, 97% da floresta é propriedade privada e a maioria dessas propriedades não tem dimensão suficiente para gerar rentabilidade económica, acrescentou que isto facilita o abandono das terras porque não geram rendimento mas encargos (como com a limpeza dos terrenos), pelo que alterar esta situação é essencial para tornar a floresta sustentável”, avança o Executivo.

O primeiro-ministro afirmou que “Portugal já compreendeu colectivamente que a floresta não se protege com aviões de combate a incêndios e com bombeiros, mas com medidas de prevenção, como a limpeza da biomassa”.

“Mesmo que a humanidade cumpra os objectivos do Acordo de Paris de limitar o aumento da temperatura a 1,5 graus, ainda assim, o risco incêndio florestal será seis vezes maior em Portugal”, relembrou, pelo que para diminuir este risco “é fundamental a reforma da floresta”.

Um dos mecanismos para tornar a floresta mais rentável é os proprietários associarem-se na gestão das suas áreas florestais, passando o desafio ambiental a ser “uma enorme oportunidade económica”, disse ainda o primeiro-ministro.

O projecto da Fundação Repsol Motor Verde +Floresta pode servir de inspiração para que mais empresas compreendam que investir na floresta gera rentabilidade, afirmou ainda António Costa, na sessão em que estiveram também presentes os ministros da Economia e do Mar, António Costa Silva, e do Ambiente e da Acção Climática, Duarte Cordeiro.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Estudo: Oceano Atlântico pode “em breve” entrar na sua fase de declínio

Partilhar              Um novo estudo, recorrendo a modelos computacionais, prevê que uma zona de subdução actualmente na …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.