Início / Agricultura / ANIL: “riqueza nutricional do leite é indiscutível”

ANIL: “riqueza nutricional do leite é indiscutível”

“O leite é o nosso primeiro alimento e o seu consumo, para além de instintivo e natural, tem um carácter afectivo e umbilical. A riqueza nutricional do leite é indiscutível e está amplamente estudada e comprovada”. A frase é da directora-geral da ANIL — Associação Nacional dos Industriais de Lacticínios, Maria Cândida Marramaque, em comunicado, hoje, 1 de Junho, o Dia Mundial do Leite. Uma data promovida pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) para reconhecer a importância do leite como um alimento global.

Relembre-se que o Dia Mundial do Leite é uma data promovida pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) para reconhecer a importância do leite como um alimento global.

Adianta Maria Cândida Marramaque que “uma alimentação equilibrada, diversificada e saudável, é fundamental. A ingestão de leite e de produtos lácteos deve fazer parte dessa mesma alimentação equilibrada, uma vez que o seu consumo é essencial para a diminuição dos erros alimentares de crianças e jovens. As recomendações nacionais da roda dos alimentos, que preconizam a presença de leite e produtos lácteos em 18% do dia alimentar, traduzem-se na ingestão de 2 a 3 porções de leite e produtos lácteos por dia”.

A ANIL pretende, neste dia, “salientar que o leite deve continuar a fazer parte das escolhas alimentares das famílias, devido ao seu valor nutricional, mas também porque é um alimento acessível para todos os lares portugueses”.

E salienta que “a população portuguesa vive actualmente dias difíceis, como é sabido, contudo o leite continua a ter um papel essencial para o desenvolvimento das crianças, e a ANIL tudo fará para defender este produto salientando sempre os seus benefícios e mais-valias para a saúde”.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Chega recomenda ao Governo reversão da extinção das Direcções Regionais de Agricultura

Partilhar              O Grupo Parlamentar do Chega (CH) recomenda ao governo que “reverta a decisão de extinção …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.