Início / Featured / Anacom: acordos de roaming nacional melhoravam comunicações móveis na Via Navegável do Douro

Anacom: acordos de roaming nacional melhoravam comunicações móveis na Via Navegável do Douro

Há rede móvel em mais de 95% Via Navegável do Douro. O desempenho do serviço de voz é “equilibrado”. Mas, O serviço de dados teve pior desempenho. Os resultados revelaram uma qualidade de sinal das redes móveis deficitária em relação aos três operadores, MEO, NOS e Vodafone, revela o relatório de levantamento das comunicações móveis na Via Navegável do Douro, realizado pela Anacom — Autoridade Nacional de Comunicações.

“Caso existissem acordos de roaming nacional em Portugal (funcionalidade que permite aos equipamentos dos utilizadores de qualquer um dos operadores se poder conectar à estação base de outro operador quando a qualidade de sinal de rede do seu operador não for aceitável) teríamos uma cobertura agregada de maior qualidade, ascendendo aos 88,7% (níveis de qualidade “Muito Boa”, “Boa” e “Aceitável”)”, segundo a Anacom.

A APDL — Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo “aposta na qualidade das comunicações móveis e quer ver resolvidas as lacunas existentes na Via Navegável do Douro”, e para isso, solicitou à Anacom — Autoridade Nacional de Comunicações um levantamento das comunicações móveis na extensão dos 208 Km daquela via para perceber as deficiências existentes.

Concluído o estudo das comunicações móveis da Via Navegável do Douro, foi elaborado um relatório que foi apresentado à APDL esta semana e que já está disponível online para consulta (aqui).

Para Nuno Araújo, presidente do concelho de administração da APDL, “este relatório espelha um quadro de diagnóstico da rede móvel que entendemos essencial para a melhoria das condições de segurança associadas à navegabilidade no Douro, no que respeita às comunicações de voz e dados”, salientando que “este é mais um passo, importante, no sentido de dotarmos esta Via, em toda a sua extensão, da capacidade adequada às operações de navegação que perspectivamos para o desenvolvimento deste canal.

O documento da Anacom foi apresentado esta semana à APDL

O trabalho no terreno, realizado pela Anacom, em parceria com a Autoridade Marítima, analisou a cobertura das redes radioeléctricas (2G, 3G, 4G e 5G), e o serviço de voz e dados dos operadores MEO – Serviços de Comunicações e Multimédia, NOS Comunicações e Vodafone Portugal – Comunicações Pessoais, sendo que para isso foram realizadas 1.251 chamadas de voz, efectuados 1.219 testes de velocidade de ligação à Internet e realizados 101.407 registos de sinal rádio.

Segundo o Anacom, os resultados mostram que:

  • Do total de medidas efectuadas por cada operador, verificou-se a existência de rede na maioria do percurso realizado em 96,1%, medições da MEO, 95,9% da NOS e 95,1% da Vodafone
  • O serviço 4G sobrepôs-se às outras tecnologias, registando 45% a 53% do total de amostras (53,1% para a Vodafone, 47,2% para a MEO e 45,2% para a NOS), seguido do 5G com valores entre os 17% e 40% (40,1% para a MEO, 37% para a NOS e 17,5% para a Vodafone), evidenciando positivamente a evolução desta tecnologia
  • O desempenho do serviço de voz foi equilibrado, tendo a MEO conseguido o melhor resultado, seguida da Vodafone e da NOS com, respectivamente, 93,8%, 92,8% e 92,6% de chamadas estabelecidas e concluídas com sucesso
  • O serviço de dados teve pior desempenho. Os resultados revelaram uma qualidade de sinal das redes móveis deficitária em relação aos três operadores
  • Os piores resultados globais (melhor sinal dos três operadores numa determinada posição) foram obtidos entre a Barragem do Pocinho e Barca D`Alva, com especial incidência para o percurso que abrange os concelhos de Torre de Moncorvo e Freixo de Espada à Cinta do distrito de Bragança e, ainda, os concelhos de Vila Nova de Foz Côa e Figueira de Castelo Rodrigo do distrito da Guarda. A deficiente/inexistente cobertura dos operadores móveis abrange as freguesias de Urrós (Torre de Moncorvo), Ligares (Freixo de Espada À Cinta), Castelo Melhor, Almendra (Vila Nova de Foz Côa) e Escalhão (Figueira Castelo Rodrigo)
  • Existem ainda mais dois troços do rio Douro que poderão ser alvo de melhoria em termos de cobertura, um que abrange as freguesias de Negozelo do Douro e São João da Pesqueira, do concelho de São João da Pesqueira, e a freguesia de Linhares, do concelho de Carrazeda de Ansiães, com a Barragem da Valeira no meio; outro que abrange as freguesias de Lousa e Cabeça Boa, do concelho de Torre de Moncorvo, e a freguesia de Vila Nova de Foz Côa, do concelho de Vila Nova de Foz Côa.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Boletins com Recomendações de Rega do Milho. Semana de 13 a 29 de Maio de 2024

Partilhar              A Anpromis — Associação dos Produtores de Milho e Sorgo de Portugal informa que estão …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.