Início / Mar / Aquacultura / Ana Paula Vitorino prolonga licenças de viveiristas por mais 6 anos
Foto: Câmara Municipal de Olhão

Ana Paula Vitorino prolonga licenças de viveiristas por mais 6 anos

A ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, anunciou ontem, 4 de Agosto, em Olhão, que o Governo prolongou as licenças de cerca de 1.500 viveiristas por um período de mais seis anos. Desta forma, poderão concorrer à atribuição de fundos comunitários até 2020 para “poderem fazer investimentos que melhore a produtividade, as instalações que têm hoje e a qualidade do que é produzido”. Assim, os cerca de mil viveiristas que laboram na Ria Formosa viram as suas licenças renovadas.

Segundo a governante, o Governo anterior, quando publicou a lei que regula o espaço marítimo, “não acautelou” a situação dos viveiristas, cujas licenças de dez anos tinham terminado e cuja renovação dependia de um concurso público, deixando-os “numa situação de precariedade”.

Ana Paula Vitorino afirmou ainda que o Governo quer concluir um plano nacional para o sector da aquacultura que envolva também os viveiristas e profissionais da pesca nos próximos dois anos.

12 mil corvinas e cinco mil sargos

Em Olhão, na embarcação que transportou 12 mil corvinas e cinco mil sargos juvenis para serem libertados no mar, depois de serem criados na Estação Piloto de Piscicultura do IPMA em Olhão, Ana Paula Vitorino disse que o plano procura encontrar soluções para o desenvolvimento do sector da aquacultura em Portugal.

A ministra acrescentou que o prazo de dois anos é razoável, uma vez que é necessário “fazer procedimentos de contratação” que levam algum tempo. “Temos de fazer rapidamente para que possa haver aqui uma estabilidade na expectativa, quer dos profissionais, quer da indústria”, acrescentou.

“Temos que fazer procedimentos de contratação, e esses procedimentos levam algum tempo, mas temos que fazer rapidamente para que possa haver aqui uma estabilidade na expectativa, quer dos profissionais, quer da indústria”, afirmou a ministra durante o percurso feito até mar alto, onde esteve acompanhada pelo secretário de Estado das Pescas, José Apolinário, e pelo presidente da Câmara Municipal de Olhão, António Miguel Pina.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

Agrifish debate desenvolvimento da vacinação contra a gripe aviária

Partilhar              Os ministros da Agricultura da União Europeia (UE) vão reunir-se em Bruxelas amanhã, 24 de …

2 comentários

  1. Domingos Leal Ribeiro

    Durante a minha estadia em ferias em Portugal de 19/06 á 15/07/2016 tentei ver um um viveiro de aquacultura e não consegui. que pena! ninguém conseguiu me informar onde da sua existência. Trouxe essa sede que ainda tenho porque também era uma necessidade que não sei até quando poderei saciar. Essa técnica é genialmente concebida para qualquer país. Em Cabo Verde com as barragens criadas está tendo esta tentativa de associarmos agricultura e criação de peixe na água doce não obstante deixando resultados mais tecnicamente desejada. Ao tentar encontrar no Internet encontro sempre dados sem endereço que ajuda a localização.só tive uma ideia de piscicultura em figueira da fox e eu estava torre da Marinha-Seixal. Que distante. Nem faço ideia.caso tenha um endereço mais acessível que me seja agradável visitar pela próxima me informem.

    • Bom dia.
      O melhor é contactar com antecedência o Instituto Português do Mar e da Atmosfera
      Rua C do Aeroporto
      1749-077 Lisboa
      Telefone (351) 218 447 000
      Fax (351) 218 402 468
      Informações: info@ipma.pt
      Eles estão envolvidos em vários projectos de aquacultura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.