Início / Agenda / Ana Paula Vitorino: preservação dos oceanos exige uma solução global

Ana Paula Vitorino: preservação dos oceanos exige uma solução global

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, anfitriã do Oceans Meeting 2017, que decorre nos dias 7 e 8 de Setembro, em Lisboa, afirmou que, na declaração conjunta dos países subscritores, cuja aprovação decorrerá no segundo dia, os Estados assumem o compromisso de que a preservação dos oceanos exige uma solução global.

No primeiro dia do encontro, que este ano se realiza sob o lema da saúde dos oceanos e a saúde humana, serão assinados protocolos de cooperação entre Portugal e outros países lusófonos, do Mediterrâneo e do Atlântico Norte para programas de investigação aplicada, limpeza do mar e de sustentabilidade da pesca.

Governantes de 59 países

Está prevista a presença no evento de 38 ministros e secretários de Estado de 59 países e representantes de nove instituições internacionais, incluindo a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), a Comissão Europeia e a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

“A grande adesão de participantes é o reconhecimento do empenho e da liderança que Portugal tem vindo a assumir em matéria do mar”, disse a ministra, numa declaração à agência Lusa.

O encontro inclui uma cimeira ministerial, uma conferência internacional com investigadores, e sessões de contacto entre empresas para potenciar parcerias económicas.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Associação de Proprietários Rurais contra “intenção de acabar com os cercados de caça maior”

Partilhar            A Associação Nacional de Proprietários Rurais Gestão Cinegética e Biodiversidade (ANPC) está preocupada com algumas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.