Início / Agricultura / Álvaro Amaro acusa Comissão Europeia de enviar “sinal errado aos agricultores”

Álvaro Amaro acusa Comissão Europeia de enviar “sinal errado aos agricultores”

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Álvaro Amaro : “A melhor estratégia é defender os agricultores, senhor vice-presidente”

O eurodeputado do PSD Álvaro Amaro defendeu o adiamento da apresentação das estratégias “do Prado ao Prato” e para a biodiversidade, prevista para o próximo dia 20 de Maio. A intenção foi anunciada hoje, 7 de Maio, durante a audição ao vice-presidente da Comissão Europeia com a pasta do Green Deal, o holandês Frans Timmermans, na Comissão da Agricultura do Parlamento Europeu.

Para o deputado social-democrata, “não podemos ter duas políticas agrícolas ao mesmo tempo”. “Reformas não são revoluções”, advertiu, ao recordar que, enquanto se discute as medidas transitórias e a reforma da PAC, não é momento para a apresentação das estratégias, sob pena “de estarmos a enviar um sinal errado aos agricultores”.

“Não está a pedir aos agricultores que se ajustem mais do que os outros?”

Na sua intervenção, Álvaro Amaro perguntou a Timmermans como iria o investimento necessário ser traduzido no plano de recuperação, e alertou para um tratamento desproporcional, “não está a pedir aos agricultores que se ajustem mais do que os outros?”.

Finalmente, o eurodeputado, membro da Comissão da Agricultura, pediu do vice-presidente para o Green Deal um apoio inequívoco à Política Agrícola Comum, questionando se, “com a apresentação destas estratégias, não estará a querer acabar com a PAC como a conhecemos” justificando que “todas as estratégias são boas, mas a melhor estratégia é defender os agricultores”.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

IFAP paga apoios de 460,1 milhões de euros em Outubro de 2020

Partilhar            O IFAP — Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas informa que, durante o mês …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.