Início / Agricultura / Alto Minho faz parceria com Israel para cooperação e inovação na agricultura e ambiente

Alto Minho faz parceria com Israel para cooperação e inovação na agricultura e ambiente

Uma delegação liderada pelo presidente do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC), Carlos Rodrigues, e pelo presidente da Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM Alto Minho), Manoel Batista, realizou, entre os dias 13 e 16 de Junho, uma visita de trabalho a Israel, para a assinatura de um memorando de entendimento com o centro tecnológico ARO – Agricultural Research Organization of Israel – The Volcani Center.

Localizado próximo de Telavive, o Volcani Center é uma instituição pública de referência em Israel, dedicada à pesquisa nas áreas da agricultura e ciências ambientais, refere uma nota de imprensa da CIM Alto Minho.

Destaque para o interesse na colaboração em áreas como horticultura, viticultura, tecnologias pós-colheita, agricultura digital e de precisão, desenvolvimento rural e aquacultura, com o desenvolvimento, nos próximos anos, de projectos comuns entre as referidas instituições

Composto por seis institutos especializados, abrange diversas áreas como ciências vegetais, ciências animais, protecção de plantas, ciências do solo, água e ciências ambientais, engenharia agrícola e ciências pós-colheita e alimentares. Além disso, o centro coordena dois centros de pesquisa em todo o país, possuindo infra-estruturas para testes de produtos e equipamentos agrícolas, bem como um banco de genes para culturas agrícolas.

Para o presidente da CIM Alto Minho, Manoel Batista, esta visita de trabalho a Israel revelou-se de extrema importância para estabelecer parcerias estratégicas com várias instituições de renome. “Os contactos estabelecidos fortalecem o nosso compromisso em impulsionar o desenvolvimento económico e social do Alto Minho, através da cooperação científica e tecnológica”, frisa.

Memorando de entendimento

O memorando de entendimento assinado entre o IPVC e o Volcani Center visa promover a cooperação científica e tecnológica nas áreas da agricultura, qualidade e segurança alimentar, floresta e desenvolvimento rural. O objectivo é impulsionar o desenvolvimento económico e o bem-estar social dos territórios servidos por ambas as instituições, acrescenta a mesma nota, que destaca o interesse específico na colaboração em áreas como horticultura, viticultura, tecnologias pós-colheita, agricultura digital e de precisão, desenvolvimento rural e aquacultura, com o desenvolvimento, nos próximos anos, de projectos comuns entre as referidas instituições.

Durante a visita, a delegação também se reuniu com a School of Plant Sciences and Food Security, Tel Aviv University para discutir possíveis parcerias de pesquisa nas áreas da biologia molecular e ecologia de comunidades vegetais com foco nas alterações climáticas. Além disso, foram estabelecidos contactos com a Ariel University and Eastern R&D Center para explorar questões relacionadas com a irrigação, gestão de recursos hídricos e conservação da água e solos no contexto da viticultura.

Os contactos estabelecidos irão “revelar-se de grande valor para a criação do futuro Centro de Tecnologia e Inovação do Agroambiental e Alimentação do Alto Minho”. A delegação do Alto Minho aproveitou também a oportunidade para encetar relações com o centro tecnológico The Israeli National Center of Blue Economy & Innovation, especializado em tecnologias avançadas da indústria marítima, sobretudo no campo da Economia Azul, impulsionando a inovação sustentável em mercados emergentes e posicionando o Estado de Israel como um líder mundial nesse sector.

“A visita proporcionou valiosas oportunidades de intercâmbio de conhecimentos e experiências, com vista a impulsionar a inovação e o desenvolvimento no Alto Minho, nomeadamente com o futuro Centro de Tecnologia e Inovação (CTI) na área de economia azul, cujo enfoque será o desenvolvimento de projectos e testes no âmbito das energias renováveis oceânicas, robótica submarina e tecnologia alimentar direccionada para os recursos marinhos”, salienta a mesma nota.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Mercadona baixa preços ao consumidor. Pão, massa e azeite incluídos

Partilhar              A Mercadona, empresa de supermercados de origem espanhola, realizou uma nova redução de preços no …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.