Início / Agricultura / Almedina publica “Florestas”, um guia que reúne os diplomas florestais

Almedina publica “Florestas”, um guia que reúne os diplomas florestais

A Edições Almedina acaba de lançar “Florestas”, uma obra da autoria de Fernanda Paula Oliveira e Dulce Lopes, que aborda temas como a integração das florestas no ordenamento do território, a articulação do planeamento florestal com o planeamento territorial ou as implicações da floresta na gestão do território.

O livro está à venda, nas livrarias da especialidade, pelo PVP de 17,90€.

Nele, as autoras reúnem os principais diplomas legais em matéria de florestas, permitindo clarificar várias questões práticas a qualquer pessoa que esteja em contacto com a matéria.

Questões jurídicas

De realçar que as questões jurídicas que constam deste livro dividem-se em dois grandes núcleos problemáticos: por um lado, a integração das florestas (e da política florestal) no ordenamento do território, bem como a articulação do planeamento florestal com o planeamento territorial; por outro lado, as implicações da floresta na gestão do território, com especial atenção para as implicações em matéria de gestão urbanística.

Operadores públicos e privados do sector florestal, designadamente municípios, entidades da administração central, juristas e tribunais, são o principal público-alvo deste livro.

Sobre as autoras:

  • Fernanda Paula Oliveira – Professora auxiliar da Faculdade de Direito de Coimbra, onde lecciona as disciplinas de Direito do Ordenamento e do Urbanismo e Direito Administrativo.
  • Dulce Lopes – Assistente na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. Membro da Associação Portuguesa de Direito do Urbanismo.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

Espanha lidera projecto para retirar 8.000 toneladas de cereais da Ucrânia

Partilhar              As Nações Unidas estimam que cerca de 180 milhões de pessoas em 41 países podem …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.