Início / Lazer / Desporto / Algarvia Yolanda Hopkins termina em 9º lugar no US Open of Surfing

Algarvia Yolanda Hopkins termina em 9º lugar no US Open of Surfing

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Yolanda Hopkins alcançou esta sexta-feira, 24 de Setembro, o 9º lugar final no US Open Of Surfing, em Huntington Beach. A surfista algarvia foi a melhor representante da armada lusa presente na prova californiana, que serviu de etapa inaugural do novo circuito Challenger Series da World Surf League, que serve de qualificação para o Circuito Mundial do próximo ano.

“Com Yolanda e Vasco Ribeiro a conseguirem superar as primeiras rondas desta mítica prova, esta sexta-feira era uma jornada decisiva para determinar quem chegava às rondas finais. Mas o mar acabou por não colaborar com os surfistas portuguesas, que despediram-se, assim, de prova”, refere uma nota de imprensa da Associação Nacional de Surfistas.

A primeira a entrar na água foi Yolanda Hopkins, que conseguiu chegar à fase woman-on-woman, disputando o acesso aos quartos-de-final frente à jovem norte-americana Caitlin Simmers. A surfista “mostrou todo o potencial que tem e conseguiu um triunfo sólido frente a Yolanda, com 12,83 pontos contra 8,76. Apesar de nunca ter baixado os braços até ao toque da buzina, a surfista portuguesa já não teve oportunidade de virar o resultado”.

Prémio de 2.750 dólares

Apesar da derrota, com este resultado Yolanda garantiu já 3.500 pontos para o ranking e ainda 2.750 dólares de prémio. Um bom sinal para as próximas etapas, que se vão disputar na Europa. Na prova feminina destaque ainda para a prestação de Teresa Bonvalot, que foi eliminada na ronda 2, e Carolina Mendes, que perdeu na ronda inaugural.

“Mas Portugal ainda tinha Vasco Ribeiro em prova, ele que ia competir na ronda 3, em busca de presença nos oitavos-de-final da prova masculina. Só que o mar voltou a não colaborar e Vasco acabou por ser superado pelo taitiano Mihimana Braye e pelo norte-americano Jake Marshall, num heat em que somou apenas 5,47 pontos. Um desfecho que faz com que o surfista do Estoril termine no 17.º posto, trazendo da Califórnia 2000 pontos para o ranking e 2000 dólares em prémio”, acrescenta a mesma nota.

Agora, os surfistas portugueses regressam a Portugal, onde a partir de 2 de Outubro começa a segunda etapa deste circuito. A Ericeira recebe a segunda de quatro etapas do circuito Challenger Series, com Frederico Morais a juntar-se a este quarteto. A armada lusa poderá ainda receber mais elementos, em virtude dos wildcards disponíveis.

De Portugal o circuito segue para a França, ainda em Outubro, e entre o final de Novembro e início de Dezembro tudo se vai decidir na etapa final, marcada para Haleiwa, no Havai. Em jogo estão 12 vagas para o circuito mundial masculino e seis para o feminino.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

PSD pede à ministra da Agricultura que esclareça atribuição de terrenos agrícolas em Idanha-a-Nova

Partilhar              O Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata (PSD) quer saber o que se passou com …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.