Início / Agricultura / Algarve assinala Dia da Europa com conferência-debate sobre alterações climáticas

Algarve assinala Dia da Europa com conferência-debate sobre alterações climáticas

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Algarve promove uma conferência-debate no dia 9 de Maio, a partir das 16h30, no auditório da sede da CCDR Algarve, em Faro, sobre o tema das alterações climáticas.

No dia 10 de Maio, as comemorações prosseguem em Monchique, realizando-se várias actividades sob o lema “Europa e Juventude: Que futuro?”, envolvendo autarquias locais, comunidade educativa e diversas entidades locais e regionais.

A CCDR do Algarve, 30 anos após a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, no Rio de Janeiro, convidou o presidente do Conselho Nacional do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (CNADS), Professor Filipe Duarte Santos, e Luís Filipe Dias, coordenadores do Plano Intermunicipal de Adaptação às Alterações Climáticas (PIAAC – AMAL), António Miguel Pina, presidente da Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL), e Pedro Coelho, Director Regional da Agência Portuguesa do Ambiente, para assinalarem o Dia da Europa.

Moderada pelo jornalista Duarte Baltazar (RTP), a conferência-debate decorre no dia 9 de Maio, a partir das 16h30, no auditório da sede da CCDR Algarve, em Faro, seguindo-se um concerto musical pela União, na portaria do edifício, com a participação da Associação Filarmónica de Faro e do Grupo Coral Ossónoba.

Diz uma nota de imprensa da CCDR do Algarve que 93% dos cidadãos da UE consideraram, em 2021, as alterações climáticas como um problema grave e 78% consideram-nas um problema muito grave.

Segundo o Eurobarómetro, em Portugal, foi identificado como o mais grave problema por um em cada cinco respondentes. Mais de um quarto dos europeus (29%) identificou as alterações climáticas (18%), a deterioração da natureza (7%) ou os problemas de saúde devidos à poluição (4%) como o problema mais grave que enfrentávamos (in Adesão do público à luta contra as alterações climáticas).

De acordo com o Eurobarómetro de Fevereiro de 2022, os cidadãos europeus encaram a saúde pública (42%) como uma prioridade política fundamental para o Parlamento Europeu, seguida de imediato pela luta contra a pobreza e a exclusão social (40%) e pela acção contra as alterações climáticas (39%). Destaca-se que a nível da média europeia, os jovens apontam a luta contra as alterações climáticas como principal prioridade para o Parlamento Europeu, conforme ficou evidente no Eurobarómetro: saúde, pobreza e clima como prioridades – Actualidade – Parlamento Europeu.

Convenção Quadro das Nações Unidas

A Convenção Quadro das Nações Unidas para as Alterações Climáticas, entrou em vigor em 1994, tendo sido proposta no Rio de Janeiro em 1992, na Conferência das Nações Unidas sobre Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.

Posteriormente, em 1997, foi aprovado o Protocolo de Quioto, que entrou em vigor em 2005, e estabeleceu metas para a mitigação das alterações climática. Mais tarde, em Paris com o Acordo de Paris, que entrou em vigor a 4 de Novembro de 2016, reforçou-se a implementação da Convenção, para fortalecer a resposta global à ameaça das alterações climáticas no contexto do desenvolvimento sustentável e dos esforços para a erradicação da pobreza.

“Sabemos que dada a sua posição geográfica, Portugal é um dos países europeus mais vulneráveis aos impactos das alterações climáticas e que a região do Algarve se encontra exposta a um conjunto de vulnerabilidades climáticas, potencialmente agravadas num contexto de alterações climáticas, as quais terão impactos sobre diferentes áreas e sectores socioeconómicos da região”, diz a mesma nota de imprensa da CCDR do Algarve.

A região do Algarve acrescenta, “tem enfrentado situações decorrentes de eventos climáticos relacionados com ondas de calor, incêndios florestais, inundações e cheias rápidas, erosão costeira pelo que a Comunidade Intermunicipal do Algarve promoveu a elaboração do PIAAC – AMAL e no quadro do Plano de Recuperação e Resiliência foi adoptada uma medida específica do PRR-Água para a Região do Algarve, com intensa participação da APA, dos Municípios e entidades da Região”.

O Dia da Europa 2022 no Algarve é uma iniciativa conjunta da CCDR Algarve, Europe Direct Algarve, Programa Operacional Cresc Algarve 2020, em parceria com AMAL, Universidade do Algarve, municípios de Faro e Monchique, Associação Vicentina, Associação Filarmónica de Faro e Grupo Coral Ossónoba.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Fórum Açores Bio associa-se à Feira Agrícola 2022

Partilhar              O 2º Fórum da Agro-pecuária Biológica – Açores Bio 22 – associou-se à Feira Agrícola …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.