Início / Featured / Alerta: Styela plicata pode ter impacto negativo na produção de bivalves

Alerta: Styela plicata pode ter impacto negativo na produção de bivalves

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O IPMA — Instituto Português do Mar e da Atmosfera alerta que, a 21 de Setembro de 2017, identificou a espécie Styela plicata (Lesueur, 1823), uma ascídia não indigena invasora, recolhida na Lagoa de Albufeira associada a uma estrutura de fixação de mexilhões. Esta espécie foi já identificada igualmente no Estuário do Tejo, Peniche e Algarve.

“Informações sobre esta espécie apontam para uma proliferação muito rápida (3 meses) com impacte na produção dos mexilhões”, salientam os técnicos do IPMA.

O IPMA informa que esta espécie não é nociva para a saúde pública. No entanto, sendo uma espécie invasora, que se desenvolve com grande rapidez, compete com sucesso com as espécies nativas, com os consequentes efeitos nocivos ao nível da biodiversidade e, neste caso particular, a nível da produção de bivalves.

O IPMA diz que não tem conhecimento de medidas mitigadoras ou de erradicação, excepto a remoção durante os meses mais frios (quando a espécie não tem capacidade reprodutiva). “A medida mais eficaz continua a ser a detecção precoce, o que implica uma monitorização de vigilância”, diz o IPMA. E solicita que em caso de detecção desta espécie em produções de aquacultura, a informação seja transmitida à DGRM — Direcção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos, entidade de licenciamento desta actividade.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Câmara Municipal lança aplicação de apoio às empresas do concelho com o lema “Compre em Barcelos”

Partilhar            A Câmara Municipal de Barcelos, através de uma parceria com a marca P.negócios.pt, vai disponibilizar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.