Início / Apoios e Oportunidades / Aicep publica ficha de mercado sobre a Suíça

Aicep publica ficha de mercado sobre a Suíça

A Aicep acaba de publicar a “Ficha de Mercado da Suíça” (Novembro de 2016), a qual faz uma análise da economia suíça, das relações económicas bilaterais e das condições legais de acesso ao mercado, apresentando também um conjunto de informações úteis para exportadores e investidores nacionais.

Com 8,2 milhões de habitantes dos quais cerca de 24% correspondem a residentes estrangeiros (sobretudo italianos, alemães e portugueses), a Suíça é a 19ª economia a nível mundial e possui um dos mais elevados PIB (produto interno bruto) per capita – 82 204 USD em 2015.

A economia suíça é uma das mais prósperas, modernas e competitivas do mundo, caracterizada por um sector terciário muito desenvolvido e por um sector industrial baseado em alta tecnologia e inovação. Dispõe ainda de uma cultura empresarial exigente e uma mão-de-obra altamente qualificada. Os serviços representam 75% do PIB e 74% da população empregada, com particular destaque para o comércio, o sector financeiro e o turismo; a indústria é responsável por cerca de 23% do PIB e 22% do emprego, enquanto o sector agrícola não chega a representar 1% do PIB e absorve 2% do emprego.

Perspectivas de crescimento

Dispondo de uma situação macroeconómica estável, a Suíça apresenta perspectivas positivas de crescimento económico (com taxas da ordem de 1,5% – 2% nos próximos anos), assentando o programa do actual Governo na continuação do equilíbrio orçamental, no desenvolvimento de um ambiente de negócios favorável com vista a reforçar a competitividade do país, no estabelecimento de condições internas favoráveis ao investimento e na manutenção da liderança em matéria de formação, pesquisa e inovação.

Em termos de relacionamento económico bilateral, a Suíça representa um importante mercado para o comércio internacional português de bens e serviços, posicionando-se, em 2015, no 10º lugar no ranking de clientes (2º fora do espaço da União Europeia, depois de Angola). As transacções comerciais entre os dois países são favoráveis a Portugal, com as exportações portuguesas a apresentarem, no período 2011-2015, um crescimento médio anual de 41%, atingindo 1 513,7 milhões de euros no último ano. De salientar que mais de dois terços das exportações são constituídas por serviços. Também o número de empresas portuguesas envolvidas na exportação de bens para a Suíça tem vindo a aumentar de forma significativa, tendo sido registadas 3 837 empresas em 2015.

As exportações comunitárias para a Suíça são, de um modo geral, efectuadas livremente (produtos industriais), por força do acordo de comércio livre estabelecido com a União Europeia (1972), alargado, posteriormente, aos produtos agrícolas (1999) e agrícolas transformados (2004). Não obstante o estreito relacionamento entre as partes (por via da celebração de um conjunto significativo, amplo e diversificado de protocolos/acordos de cariz comercial e económico – Les Accords Bilatéraux Suisse – Union Européenne) que permite às empresas suíças aceder, com razoável grau de liberalização, ao mercado interno, ainda existem alguns entraves no que respeita a determinados produtos agrícolas e bens alimentares.

O documento pode ser consultado aqui.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 more

Verifique também

Produtores de leite da Póvoa de Varzim em risco de falência pedem para serem pagos ao preço mínimo de 38 cêntimos/litro

Partilhar             more  Caso não exista um aumento do preço do leite a breve prazo, toda a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.