Início / Apoios e Oportunidades / Aicep publica ficha de mercado sobre a Finlândia

Aicep publica ficha de mercado sobre a Finlândia

A Aicep – Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal acaba de publicar a “Ficha de Mercado da Finlândia” (Dezembro de 2016), na qual faz uma análise da economia finlandesa, das relações económicas bilaterais e das condições de acesso ao mercado, apresentando também um conjunto de informações úteis para exportadores e investidores nacionais.

Com um dos rendimentos per capita mais elevados da Europa, a sociedade finlandesa assenta, sobretudo, no elevado nível do seu sistema de ensino, na promoção da igualdade de oportunidades, numa sólida segurança social e numa economia de base essencialmente exportadora, responsável por mais de 36% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2015.

Dotada de uma indústria transformadora altamente competitiva, onde se destacam os sectores florestal, da metalomecânica, engenharia, telecomunicações, electrónica, biotecnologia e ainda a promoção de startups, a Finlândia depende, na grande maioria dos casos, da importação de matérias-primas, energia e componentes.

Em 2015, a economia finlandesa retomou o rumo do crescimento que, embora ténue, registou um acréscimo de 0,2%, impulsionado, sobretudo, pelo consumo privado e pelo investimento. Este ciclo prolongou-se no primeiro semestre de 2016 e, de acordo com as estimativas do EIU (Economist intelligence Unit), para o ano em curso, o crescimento económico deverá fixar-se em 0,8% do PIB, enquanto o FMI (Fundo Monetário Internacional) aponta para um aumento de 0,9%.

Exportações podem aumentar

Não sendo um dos principais parceiros comerciais de Portugal, a Finlândia apresenta uma assinalável margem de progressão para o comércio internacional português. Em 2015, representou 0,53% das exportações portuguesas de bens e serviços e 0,26% das importações.

Em termos homólogos, os dados do período Janeiro-Outubro de 2016 revelam uma evolução negativa, em ambos os fluxos, com as nossas vendas a regredirem 13,1% e as compras a decrescer 12,7%, o que deixa antever uma diminuição do saldo da balança comercial no final do ano.

A estrutura das expedições portuguesas para a Finlândia é dominada pelo grupo dos minerais e minérios que responderam por cerca de 56% das vendas nacionais em 2015. Em segundo lugar surgem as máquinas e aparelhos (12,2% do total).

A Finlândia, como membro da União Europeia (UE), é parte integrante da União Aduaneira, caracterizada, essencialmente, pela livre circulação de mercadorias e pela adopção de uma política comercial comum relativamente a países terceiros.

O documento pode ser consultado aqui.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

CAP analisa evolução do sector agrícola na última década em webinar gratuito

Partilhar              A CAP — Confederação dos Agricultores de Portugal realiza no próximo dia 27 de Maio, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.