Início / Agricultura / Aicep lança síntese sectorial de vinhos da Coreia do Sul

Aicep lança síntese sectorial de vinhos da Coreia do Sul

A Aicep acaba de publicar a Síntese Sectorial de Mercado dedicada à Coreia do Sul. A síntese agora editada apresenta uma caracterização do mercado coreano de vinhos, nomeadamente dimensão e evolução da produção e do consumo, relações comerciais internacionais, países fornecedores, formação de preços, principais características da distribuição e tendências do mercado.

Com cerca de 50 milhões de habitantes, a Coreia do Sul é décima quinta maior economia do mundo e o nono maior importador mundial. As previsões de acréscimo do consumo privado, que se estima venha a atingir 2 por cento em 2016 e taxas em torno dos 3 por cento nos três anos seguintes, abrem novas perspectivas aos vinhos portugueses.

O mercado do vinho na Coreia é ainda pouco expressivo, com um consumo per capita de 1,5 litros. Mas os hábitos dos coreanos estão a mudar gradualmente e a preferência por bebidas alcoólicas de menor graduação ao jantar e depois do jantar (after-dinner drink), está a contribuir para o crescimento da popularidade de marcas de vinho.

171 milhões em importações

Com 171 milhões de euros de importações e um crescimento médio anual de 16,1% nos últimos cinco anos, de acordo com o International Trade Centre, a Coreia do Sul foi, em 2015, o 27º maior importador mundial de vinhos. No mesmo ano Portugal ocupou, apenas, o 12º lugar no ranking nas importações coreanas de vinhos estrangeiros mas, no preço médio de importação, ocupou o 5º lugar.

A curiosidade por novos vinhos e marcas, chegados ao mercado graças ao ACL – Acordo de Comércio Livre entre a UE e a Coreia do Sul, está a aumentar e abre cada vez mais oportunidades à oferta portuguesa do sector, garante a Aicep.

Pode consultar o documento aqui.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

Volume de capturas de pescado em Portugal diminui 29% em Abril de 2022

Partilhar              O volume de capturas de pescado em Portugal diminuiu 29% em Abril de 2022 (-31,3% …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.