Início / Agricultura / Agrifirm e CRV unidas em investigação para reduzir emissão de metano por vacas em 1% ao ano

Agrifirm e CRV unidas em investigação para reduzir emissão de metano por vacas em 1% ao ano

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A cooperativa agrícola Royal Agrifirm Group juntou-se à cooperativa CRV — Better Cows > Better Life, ambas holandesas, para lançarem um projecto conjunto de investigação para medir a emissão de metano pelas vacas. E esperam que, com base no progresso genético, a produção de metano por vaca possa ser reduzida em até 1% ao ano.

O objectivo do estudo é obter um melhor entendimento das diferenças entre as raças animais e rações. Esse conhecimento será usado para desenvolver novos produtos que permitam aos agricultores controlar as emissões de metano.

Os investigadores vão-se concentrar em vários aspectos, como conselhos sobre alimentação, valores genéticos de eficiência do metano e métodos aprimorados para estimar as emissões de metano em vacas e explorações agrícolas, diz um comunicado conjunto das duas cooperativas.

Redução de 1% na emissão de metano a cada ano

“Este projecto irá gerar muito conhecimento sobre as diferenças na produção de metano entre vacas e as razões para essas diferenças”, diz Maarten Moleman, Investigador líder da CRV. E acrescenta que “as diferenças entre os animais são em grande parte determinadas geneticamente. Combinamos os dados que reunimos com base nessas medições com dados de outros projectos e, em seguida, usamo-los para desenvolver valores de reprodução (genómicos). Esses valores são integrados ao nosso programa de melhoramento. Isso permite que os produtores de leite criem um rebanho com menores emissões de metano”.

Por sua vez, Sander de Roos, director global de genética da CRV, espera que, com base no progresso genético, a produção de metano por vaca possa ser reduzida em até 1% ao ano. “Desta forma, a CRV pode dar um contributo importante para reduzir ainda mais a pegada de CO2 da produção de leite”.

Por outro lado, “a Agrifirm visa alimentar cada vaca de acordo com as suas necessidades para gerar o máximo de saúde e o mínimo de impacto ambiental”, diz Johan de Schepper, CIO da Royal Agrifirm Group.

GreenFeeds

“As emissões de metano podem ser reduzidas ajustando a ração e adicionando aditivos. Além disso, acreditamos que existem boas oportunidades para equilibrar a nutrição de animais individuais para permitir uma redução maior das emissões de metano. Este projecto vai-nos ensinar como usar as diferenças genéticas entre vacas para nos permitir alimentar cada animal ainda melhor, conforme necessário”, diz De Schepper.

O estudo

Segundo o mesmo comunicado conjunto, as emissões de metano serão determinadas com a ajuda dos chamados GreenFeeds, por meio do qual o equipamento de medição é integrado numa estação de alimentação de concentrado. Este equipamento analisa a composição da respiração cada vez que uma vaca visita a estação de concentrado de ração. Para visitas frequentes, isso fornece uma medida confiável da produção diária de metano.

O GreenFeeds será instalado em uma das explorações pecuárias com práticas de eficiência alimentar da CRV na Holanda.

O projecto do metano faz parte da parceria estratégica entre a Agrifirm e a CRV. “As cooperativas trabalham juntas para desenvolver novas soluções. Isso permite que os produtores de leite e carne membros melhorem as suas práticas agrícolas e as tornem sustentáveis”.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Petição contra a alteração da idade para assistir ou participar em touradas está a chegar aos 18 mil subscritores

Partilhar              O Conselho de Ministros aprovou no dia 14 de Outubro o decreto-lei que altera a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.