Início / Empresas / Agricultura vs actividade de casinos nas reservas tribais do Canadá

Agricultura vs actividade de casinos nas reservas tribais do Canadá

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Muito se fala sobre a actividade dos casinos “tribais” dos Estados Unidos e do Canadá. No entanto, o termo “casinos tribais” é muitas vezes criticado, pela negativa, visto que, na realidade, os povos indígenas não teriam o interesse, conhecimento e capital para construir e gerir casinos nas suas reservas. O facto é, a construção destas estruturas tem sido tema de debate e pesquisa, pretendendo-se saber que outras actividades poderiam ser consideradas mais adequadas nas reservas destinadas aos povos nativos do Canadá. Neste contexto, destaca-se  a agricultura.

A situação actual dos casinos e as reservas no Canada

Os casinos movimentam milhões  de dólares em todo o Mundo e no Canadá  a realidade não é diferente. Plataformas de apostas online como o VIP casino Canada são também apontadas como uma possível solução para que não seja necessário a construção de casinos físicos nas reservas indígenas do Canadá. Vale mencionar que no Canadá, a indústria de jogos das Primeiras Nações (povos indígenas no Canadá) possui cerca de 20 casinos em cinco províncias e terminais de lotaria por vídeo (VLT) numa sexta província, cuja receita está estimada em mil milhões de dólares. Logicamente os lucros elevados motivam cada vez mais empresas a abrirem casinos no país, o que tem gerado muito debate e críticas.

Há quem defenda que os casinos “tribais” no Canadá podem ser uma importante oportunidade para estimular o desenvolvimento económico. Existem cerca de 17 casinos da Primeira Nação. Cinco deles estão localizados em Alberta, dois em Manitoba, três em Ontário, seis em Saskatchewan e um na Colúmbia Britânica. Desde 1990 já existem casinos no país em reservas indígenas. As províncias possuem o direito de regular e fiscalizar o jogo legal no Canadá desde 1985, no entanto a confusão e as disputas não param desde então. Em 1995, o FSIN First Nations Gaming Act foi assinado. Como casinos de caridade, todos os lucros são devolvidos a fundos públicos, incluindo o First Nations Trust.

As leis para casinos nas reservas indígenas

O jogo das Primeiras Nações no Canadá é regulamentado das seguintes formas: Uma comunidade das Primeiras Nações pode solicitar uma licença provincial de casino como instituição de caridade. Em seguida, podem negociar um acordo com a província anfitriã para operar um casino; e por último, podem obter uma licença de jogo não voltado para a caridade para fazer eventos de jogo de um organismo de licenciamento aprovado pela província.

A realidade é que os casinos tribais no Canadá continuam sendo operações discretas. Boa parte dos casinos das Primeiras Nações confia no mercado local para mantê-los abertos. Existem quatro resorts integrados que também oferecem hotéis, restaurantes e diversos tipos de entretenimento que fomentam o turismo.

A agricultura como uma alternativa para as terras indígenas

E em tempos de pandemia, muito se fala da importância da agricultura local para a sobrevivência de pequenas economias. Neste contexto, a agricultura foi apontada como uma das possíveis opções para diversificar as actividades nas reservas indígenas. Até hoje, uma escassez de dados dificultou a avaliação do sucesso dos casinos das Primeiras Nações no Canadá. No caso da actividade agrícola os dados seriam divulgados com muito mais transparência, além de ajudar a manter a quantidade de produtos agroalimentares no país, tanto para exportação, como para consumo local, gerando rendimento para os povos indígenas no Canadá.

O debate sobre a capacidade de geração de rendimento de cada modelo provincial está na ordem do dia, sem esquecer o aumento do vício do jogo e crimes relacionados com os casinos físicos, bem como os benefícios de uma agricultura sustentável. A agricultura além de gerar rendimento e alimentos, seria uma forma de as tribos que vivem em zonas mais remotas, onde os lucros dos casinos não chegam, aumentarem as suas condições de vida.

Uma das apostas no diálogo entre o governo do Canadá, os gestores dos casinos e as tribos, é que exista um consenso na identificação das necessidades dos indígenas que não passe apenas pela geração de lucro e atracção de turistas com interesse em jogos e apostas.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

OE 2121: Associação Empresarial de Portugal defende corte de dois pontos percentuais no IVA

Partilhar            A AEP – Associação Empresarial de Portugal apresentou ao Governo um conjunto de propostas em …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.