Início / Agricultura / Agricultores dos Açores: “é inadmissível” que a Região fique fora das medidas do pacto para a estabilização de preços

Agricultores dos Açores: “é inadmissível” que a Região fique fora das medidas do pacto para a estabilização de preços

A Federação Agrícola dos Açores lamenta que as medidas do pacto para a estabilização de preços dos bens alimentares, publicadas em Diário da República, “sejam exclusivamente destinados ao sector agrícola continental, não se aplicando desta forma, à Região Autónoma dos Açores”.

“Estas medidas destinam-se a mitigar o efeito da subida dos custos de produção que ocorreram nas explorações agrícolas devido à invasão da Ucrânia pela Rússia, pelo que, a compensação excepcional e temporária dirigida aos agricultores, bem como os apoios criados para minimizar o aumento dos combustíveis e da electricidade, são mais do que justos”, realça a Federação em nota de imprensa.

E acrescenta: “não podemos, nem aceitar, nem tolerar que estas medidas, não sejam extensíveis aos agricultores Açorianos, que por estarem ainda mais afastados dos mercados internacionais, têm custos de produção superiores aos que se verificam no continente”.

Para a direcção da Federação, “estas são medidas claramente discriminatórias e que não contribuem para a unidade territorial nacional, permitindo criar agricultores de primeira e de segunda, o que é inadmissível e inconcebível, num País com as características como o nosso”.

“A solidariedade nacional não pode ser somente um conceito abstracto e oportuno em determinadas ocasiões, porque quando tal se verifica, a descredibilização dos agentes políticos cresce exponencialmente”. Por isso, a Federação Agrícola dos Açores “aguarda que seja feita justiça ao sector agrícola dos Açores, pelo que, apelamos ao Presidente da República, ao Governo da República e ao Governo dos Açores que analisem devidamente esta situação e tomem as medidas adequadas capazes de promover a equidade e a igualdade entre todos os portugueses”.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Syngenta amplia centros de inovação de sementes hortícolas em Almeria e Múrcia

Partilhar              A Syngenta inaugurou hoje, 17 de Fevereiro, as instalações renovadas dos seus centros de I+D …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.