Início / Agricultura / Agricultores açorianos recebem 20 M€ em apoios do POSEI a 30 de Dezembro

Agricultores açorianos recebem 20 M€ em apoios do POSEI a 30 de Dezembro

O secretário Regional da Agricultura e Florestas dos Açores anunciou hoje, 28 de Dezembro, que os agricultores açorianos que se candidataram às ajudas e prémios do POSEI vão receber sexta-feira, 30 de Dezembro, um valor global de cerca de 20 milhões de euros, referentes a pagamentos no âmbito daquele programa.

Trata-se, por um lado, do pagamento dos Prémios às Produções Animais, no valor de 14,5 milhões de euros, que incluem os 30% do financiamento complementar regional de 3,25 milhões de euros ao Prémio à Vaca Leiteira, e das Ajudas às Produções Vegetais, no valor de 5,4 milhões de euros.

O relatório sobre a avaliação do POSEI, recentemente divulgado pela Comissão Europeia, reconhece a mais-valia deste programa para as Regiões Ultra-periféricas, como os Açores, para o sector produtivo e para a geração de emprego.

Os valores que serão pagos a 30 de Dezembro foram anunciados por João Ponte no final de uma visita à Cooperativa Agrocapelense, em S. Miguel, durante a qual foram analisados com a direcção os principais desafios para os agricultores e para as cooperativas da Região.

Aumento do preço do leite

Entre os desafios gerais do sector encontra-se o preço do leite pago ao produtor, existindo uma forte expectativa para que a indústria, de uma forma global, faça um esforço para acompanhar a recuperação dos preços que já há algum tempo se faz sentir nos mercados.

“Neste sentido, algumas indústrias na ilha de São Miguel já anunciaram o aumento do preço do leite em um cêntimo por litro a partir de 1 de Janeiro”, salientou João Ponte, acrescentando que se “aguarda agora que esta medida por ser acompanhada por outras indústrias”.

No final da visita à Cooperativa Agrocapelense, situada na Vila das Capelas, e que actua sobretudo nas áreas da promoção e colocação nos mercados de consumo dos produtos provenientes das explorações agrícolas dos associados, mas também no facilitar da aquisição de sementes, plantas, animais e produtos necessários às explorações agrícolas dos seus associados, João Ponte considerou que “cooperativas como esta prestam um serviço muito relevante ao sector”.

O secretário Regional salientou que tal se concretiza, desde logo, pelos serviços que prestam e também na disponibilização de factores de produção.

Para o titular da pasta da Agricultura. “grande parte da estrutura de custos do sector provêm da aquisição dos factores de produção e as cooperativas, com uma politica de preços mais competitivos do ponto de vista comercial, por via dos contratos que conseguem com os fornecedores, podem dar um bom contributo para a redução dos custos de produção para o agricultor e desta forma para a melhoria do seu rendimento”.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

Suínos, ruminantes e aves de produção em debate nas II Jornadas Técnicas Vetlima

Partilhar              As II Jornadas Técnicas Vetlima realizam-se nos dias 2, 3, 6 e 7 de Junho …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.