Início / Agricultura / Agricultor Luís Dias interrompe a greve de fome ao fim de 28 dias

Agricultor Luís Dias interrompe a greve de fome ao fim de 28 dias

O agricultor da Quinta da Zebreira, em Castelo Branco, Luís Dias, decidiu hoje “interromper a greve de fome” que já durava à 28 dias, em frente ao Palácio de Belém, em protesto contra alegados erros cometidos por diferentes organismos do Ministério da Agricultura em apoios do PDR 2020 à sua exploração de amoras.

Em comunicado Luís Dias explica que “há 28 dias iniciei este protesto solitariamente. Hoje, sensibilizado pelo apoio de tantos que recebi, e pelos apelos – incluindo do Presidente da República – a que preservasse a minha saúde, decidi interromper a greve de fome”.

E acrescenta estar “confiante que este combate tem hoje muitos apoiantes e que a melhor forma de continuá-lo, em Portugal e nas instâncias europeias, é trabalhando com os cidadãos que entretanto se juntaram a esta causa, pela defesa dos meus direitos mas, mais do que isso, pela garantia de transparência, lisura e eficiência na gestão dos fundos europeus. Em nome da justiça e do desenvolvimento do País”.

“Indiferença destrutiva do Estado”

No seu comunicado, o agricultor explica que avançou para a greve de fome “em protesto contra a indiferença destrutiva do Estado que, depois de ter reconhecidamente boicotado a viabilidade de um projecto agrícola exportador numa das mais deprimidas regiões do País, mantém-se hoje mais empenhado em encobrir os seus próprios erros do que em remediar a situação e recuperar o investimento público e privado já cometido ao projecto”.

Luís Dias garante que, ao longo destas quatro semanas, “o Governo manteve-se incapaz de assumir as suas responsabilidades, apesar de elas terem sido reconhecidas em 2019 pelo então ministro da Agricultura Capoulas Santos, pela Provedora de Justiça e por decisão do Tribunal Administrativo de Lisboa, no início de 2020. Era esta a realidade do caso antes de iniciar a greve de fome e, 28 dias, esta realidade não se alterou”.

“No entanto, muito mudou. Nos últimos dias fiquei profundamente sensibilizado com as manifestações de apoio e solidariedade que recebi, de transeuntes que me visitaram em frente ao Palácio de Belém, de personalidades da vida política e cívica e de organizações da sociedade civil. Este domingo, além de uma visita da ex-eurodeputada Ana Gomes e de outros activistas, recebi uma visita do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa”, refere ainda o comunicado.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

PSD: revisão do valor patrimonial tributário dos prédios rústicos vai penalizar áreas superiores a 50 ha?

Partilhar              O Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata (PSD) quer saber se o Governo confirma a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.