Início / Agricultura / Agenda da Inovação para a Agricultura 2030 tem como meta instalar 80% dos novos jovens agricultores em territórios de baixa densidade

Agenda da Inovação para a Agricultura 2030 tem como meta instalar 80% dos novos jovens agricultores em territórios de baixa densidade

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, apresentou, hoje, 11 de Setembro, na AgroGlobal, a Agenda da Inovação para a Agricultura 2030. Um dos objectivos é criar o Portal Único da Agricultura, para facilitar a relação entre os empresários agrícolas e o Estado.

Esta Agenda tem uma ambição evidente nas metas traçadas para estes objectivos estratégicos: Mais Saúde (aumentar em 20% o nível de adesão à Dieta Mediterrânica), Mais Inclusão (instalar 80% dos novos jovens agricultores em territórios de baixa densidade), Mais Rendimentos (aumentar o valor da produção agroalimentar em 15%), Mais Futuro (mais de metade da área agrícola em regimes de produção sustentável reconhecidos), Mais Inovação (aumentar em 60% o investimento em investigação e desenvolvimento).

Este plano estratégico para a agricultura, a 10 anos, foi apresentado numa sessão que contou com as presenças do primeiro-ministro, António Costa, e do ministro da Agricultura, Pescas e Alimentação de Espanha, Luis Planas, tendo ainda integrado a intervenção do Comissário Europeu de Agricultura, Janusz Wojciechowski.

Segundo Maria do Céu Antunes, a Agenda de Inovação para a Agricultura 2030 tem como propósito “fazer crescer o sector, inovando-o e entregando-o à próxima geração, sem deixar ninguém para trás. Esta agenda procura tornar o cidadão mais consciente do impacto da sua alimentação, da urgência da protecção do planeta e da conservação dos recursos naturais. Pretende ainda reforçar uma cadeia de valor inovadora e competitiva e um Estado focado em apoiar os agricultores e em simplificar a relação com a Administração Pública”.

Ao apresentar publicamente estas linhas de acção para o futuro, a titular da pasta da agricultura sublinhou tratar-se de “uma agenda ambiciosa, que visa proporcionar mais rendimento, mais futuro, mais saúde, mais inclusão e, para tudo isto, mais inovação”.

Agenda assente em quatro pilares

Esta Agenda de Inovação para a Agricultura 2030 surge assente em quatro pilares — sociedade, território, cadeia de valor e Estado — e integra 15 iniciativas emblemáticas: alimentação saudável, uma só saúde, mitigação das alterações climáticas, adaptação às alterações climáticas, agricultura circular, territórios sustentáveis, revitalização das zonas rurais, Agricultura 4.0, programa dos produtos agroalimentares, excelência da organização da produção, transição agro energética, promoção da investigação, inovação e capacitação, rede de inovação, Portal Único da Agricultura e Reorganiza.

Esta agenda foi construída tendo por base o programa de Governo e após a auscultação de vários agentes ligados à gestão do território, à investigação e com intervenção nos sectores agrícola e agroalimentar, designadamente produtores, empresários, autarcas, investigadores, parceiros e organismos.

Aposta na inovação

Maria do Céu Antunes, que destacou ainda a aposta na inovação e conhecimento e o incentivo às novas gerações de agricultores e produtores, referiu que está a ser desenvolvida uma plataforma que permitirá monitorizar a aplicação destas medidas e assim avaliar a sua execução.

“A construção da Agenda da Inovação para a Agricultura 2030 foi construída de uma forma participativa e será implantada com a participação de todos, sem deixar ninguém para trás, sobretudo com os homens e as mulheres que sempre trabalharam a terra e com os jovens que acabam de chegar”, garante o Ministério da Agricultura.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Estudo. Olivais modernos aumentam a fixação da população rural

Partilhar            São muitos os defensores de que o olival moderno elimina mão-de-obra, ao substituir pessoas por …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.