Início / Apoios e Oportunidades / Apoios Comunitários / Agências de Energia e Ambiente executam auditorias energéticas a mais de 40 PME

Agências de Energia e Ambiente executam auditorias energéticas a mais de 40 PME

Estão actualmente em curso, cerca de 40 auditorias energéticas a pequenas e médias empresas (PME) sedeadas nos Distritos de Braga, Porto, Setúbal, Lisboa, Portalegre e Évora, no âmbito da Medida Gestão de Energia Eléctrica em PME. O objectivo de identificar e eliminar consumos eléctricos potencialmente desnecessários.

Estas pertencem aos seguintes sectores de actividade: indústria de transportes; alimentação e bebidas; têxteis e vestuário; comércio por grosso e a retalho; indústria química e dos plásticos; indústria eléctrica e electrónica; indústria da madeira e papel; serviços educativos; hotelaria e restauração; indústria metalúrgica e metalomecânica; indústria tipográfica; extracção e transformação de minérios e rochas; construção civil; agro-pecuária; serviços de consultoria de gestão; armazenagem; manutenção e reparação automóvel; outros serviços e utilidades públicas.

A Medida Gestão de Energia Eléctrica em PME, aprovada no âmbito do Plano de Promoção de Eficiência Energética 2013-2014, da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), é coordenada pela ENA – Agência de Energia e Ambiente da Arrábida e tem como entidades associadas a Your Savings, a AreanaTejo – Agência Regional de Energia e Ambiente do Norte Alentejano e Tejo, a S.Energia – Agência Regional de Energia para os concelhos do Barreiro, Moita, Montijo e Alcochete e a AEdoAVE – Agência de Energia do Ave.

Gerir a energia

A medida visa principalmente dotar as PME do sector industrial de metodologias para gestão sistemática de energia, que auxiliem os gestores das empresas a gerir eficazmente a energia que adquirem e que conduzam a uma melhoria da competitividade da sua organização.

Segundo a AreanaTejo – Agência Regional de Energia e Ambiente do Norte Alentejano e Tejo, após a auditoria energética às referidas empresas, com o objectivo de identificar e eliminar consumos eléctricos potencialmente desnecessários e, por conseguinte, reduzir os custos com energia, destacam-se, de uma forma geral, as seguintes medidas de melhoria propostas:
– Alteração do fornecedor de energia eléctrica e/ou aconselhamento de tarifários;
– Melhoria dos sistemas de iluminação;
– Melhoria dos sistemas de climatização e ventilação;
– Detecção de fugas em sistemas de ar comprimido.

Adicionalmente, diz a mesma fonte, as auditorias energéticas realizadas no âmbito da medida Gestão de Energia Eléctrica em PME, servem para auxiliar as organizações participantes em termos de:
– Estabelecimento de indicadores energéticos (consumo energético de referência);
– Estabelecimento de objectivos energéticos apropriados à organização:
– Desenvolvimento de um plano de acções, para melhoria do desempenho energético:
– Desenvolvimento de uma estrutura de trabalho, que permita monitorizar o progresso dos Sistemas de Gestão de Energia (SGE) e o desempenho energético da organização.

Com a implementação desta medida é, então, “expectável o aumento da competitividade, o aumento da eficiência energética e o fomento de acções de cooperação para incentivar a utilização racional e a eficiência dos recursos energéticos através de acções de sensibilização e comunicação”, explica a AreanaTejo.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 more

Verifique também

Balanças Marques divulga serviço de calibrações na EMAF

Partilhar             more  A Balanças Marques participa na EMAF – Feira Internacional de Máquinas, Equipamentos e Serviços …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.