Início / Agricultura / Acushla, azeite biológico transmontano conquistou mais de 50 prémios nos últimos quatro anos

Acushla, azeite biológico transmontano conquistou mais de 50 prémios nos últimos quatro anos

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O azeite biológico transmontano Acushla, de Denominação de Origem Protegida (DOP), tem coleccionado medalhas pelo Mundo. A marca  conquistou mais de 50 prémios nos últimos quatro anos.

Suíça, Itália, Japão, China, Estados Unidos da América, Reino Unido, Grécia, Israel, Argentina, Dubai, Brasil, França, Alemanha, Canadá, Espanha e Portugal já distinguiram o azeite virgem extra da insígnia, nos principais eventos de referência do sector.

Nos últimos quatro anos, a marca ganhou, nos principais concursos de azeite internacionais, mais de 50 medalhas e distinções (acima de 100 galardões em 15 anos). De ouro, acima de tudo, mas também de prata e bronze. Tudo graças às variedades de oliveiras autóctones de Trás-os-Montes e Alto Douro – cobrançosa, madural, verdeal e cordovil –, que cobrem os 300 hectares da Quinta do Prado, em Vila Flor.

A insígnia exporta neste momento 90% da produção. Quinta do Prado é o “berço” do Acushla e uma das maiores áreas de olivicultura em modo de produção biológica de Portugal, com cerca de 70 mil oliveiras. Falcões, mochos, corujas e ovelhas ajudam a agricultura biodinâmica da empresa.

Em Portugal, são vários os restaurantes distinguidos com as reputadas estrelas Michelin a usar o azeite Acushla na preparação das suas ementas diárias.

Objectivo: crescer no mercado nacional

“O lagar Acushla transformou no último ano cerca de 600 mil quilos de azeitona em 87 mil litros de azeite. Estamos a exportar neste momento 90% da nossa produção para França, Alemanha, Suíça, Polónia, Hungria, Croácia, Suécia, Inglaterra, Holanda, Canadá, Brasil e Estados Unidos da América, entre outros. Um dos nossos principais objectivos para este ano é o crescimento no mercado nacional, posicionando a marca nos restaurantes de referência e em lojas biológicas, sustentáveis e gourmet, de Norte a Sul do País”, revela Joaquim Moreira, o empresário têxtil que fez do olival a sua paixão.

A Quinta do Prado é uma das maiores áreas de olivicultura de Portugal em modo de produção biológico, com 70 mil oliveiras plantadas numa só exploração.

Com um nível percentual de acidez de 0,1, o Acushla é um azeite biológico, frutado e medianamente verde, é fresco e tem notas marcadas de casca de amêndoa verde, maçã, com notas de erva e giesta, além de ligeiramente amargo, picante e com um final de boca bastante persistente a frutos secos.

Primeiro lagar português com certificação FSSC 22000

Indicado para servir à mesa, mas também para a confecção de pratos com chancela gourmet, o azeite biológico virgem extra Acushla é recomendável do ponto de vista nutricional e medicinal, dado o elevado teor de polifenóis antioxidantes presentes, tão importantes na prevenção de doenças como o cancro, e outras.

O lagar da Quinta do Prado é o primeiro em Portugal com certificação FSSC 22000 (Food Safety System Certification), uma das mais rigorosas normas internacionais em segurança alimentar.

A marca assumiu como objectivo para 2021 tornar a produção da Quinta do Prado completamente independente em termos energéticos. Apostou na energia solar, com a instalação painéis fotovoltaicos em 2016, e está a aumentar este ano a capacidade em 200%.

Com preocupação ambiental e de sustentabilidade as terras que fazem nascer o Acushla têm instaladas caixas-ninho para o mocho-galego, o falcão peneireiro-comum e a coruja-das-torres. Objectivo: controlar de uma forma sustentável as populações de micromamíferos, que por vezes destroem as condutas de rega e oliveiras nesta exploração.

Adicional e recentemente, a Quinta do Prado adquiriu perto de 200 ovelhas, a fim de fertilizarem os solos com as pastagens e ajudar a criar matéria orgânica para potenciar o valor da compostagem caseira.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Associação Empresarial da Região do Algarve está a recrutar formadores na área da Gestão Ambiental

Partilhar              O NERA — Associação Empresarial da Região do Algarve encontra-se a recrutar formadores na área …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.