Início / Agricultura / ACOS recebe certificação de qualidade e reforça melhoria de desempenho

ACOS recebe certificação de qualidade e reforça melhoria de desempenho

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A ACOS – Associação de Agricultores do Sul recebeu a Certificação de Qualidade NP EN ISO 9001 em resultado da melhoria contínua do seu desempenho e da qualidade dos serviços prestados.

A Certificação do Sistema de Gestão de Qualidade da ACOS atribuída pela SGS ICS – Serviços Internacionais de Certificação “atesta a qualidade e a conformidade dos serviços da Associação com princípios e regras de rigor, transparência e esforço continuado de melhoria tanto em termos de gestão como de desempenho profissional com vista à cada vez maior satisfação dos seus associados e clientes”, diz a ACOS em comunicado.

A Certificação da ACOS – de reconhecimento internacional – apresenta-se como “mais um estímulo para a melhoria da qualidade dos serviços prestados, bem como da visibilidade da Associação na região e no País, para a optimização da gestão e dos métodos de trabalho, do envolvimento e da qualificação dos seus trabalhadores e demais colaboradores”, acrescenta a mesma fonte.

A Certificação da ACOS engloba as actividades do Serviço de Formação Profissional, Serviço de Produção e Sanidade Animal, Serviço de Apoio Técnico, Serviço de Vendas (Ovibeja, Leilões e Loja), Serviço de Laboratório, Serviço de SIRCA – Sistema de Recolha de Cadáveres Mortos na Exploração.

De destacar que o Laboratório Veterinário e o Laboratório de Química da ACOS (para análises à azeitona e azeite) estão ainda acreditados por Norma de Reconhecimento Internacional, a NP EN ISO/IEC 17025. O de Química é, neste momento, o único em Portugal acreditado para análises à azeitona. Os ensaios que se encontram acreditados são os métodos de referência da azeitona e os da qualidade do azeite.

A ACOS

ACOS é uma Associação de agricultores de âmbito regional, criada em 27 de Setembro de 1983, constituída por cerca de 1.500 associados, que representam um efectivo de 300.000 ovinos, 30.000 caprinos e 40 000 bovinos.

A maioria dos seus associados concentra-se no Sul do País, com destaque para o Baixo Alentejo que é a área de maior influência.

A esfera de actuação da ACOS na vida económica da região tem vindo a alargar-se constantemente em resultado de um trabalho continuado e consistente na criação de mais-valias para os seus associados e na procura de respostas a novos desafios.

A ACOS tem por fim o desenvolvimento da agricultura, da pecuária, da floresta, da agro-indústria e de todas as actividades do meio rural, nos seus aspectos científicos, técnicos e socioeconómicos e a defesa dos interesses dos seus associados enquanto produtores agrícolas, pecuários, florestais, agro-industriais e outros empresários.

Com o decorrer dos anos a sua actividade foi-se estendendo a outras áreas do desenvolvimento económico e social da região. Para isso muito contribuiu a ideia inicial dos seus sócios fundadores de criar uma exposição agrícola na região, a Ovibeja, que nasce com a criação da própria associação e que tem acompanhado a par o seu desenvolvimento.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Ministro do Mar destaca importância da limpeza costeira para a sustentabilidade dos oceanos

Partilhar              “O lixo marinho, em grande medida constituído por resíduos de plástico, é um dos maiores …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.