Início / Agricultura / Açores: Ricardo Silva reconduzido na presidência da IROA

Açores: Ricardo Silva reconduzido na presidência da IROA

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O presidente do Governo Regional dos Açores comunicou hoje, 27 de Fevereiro, à Assembleia Legislativa a recondução de Ricardo José Moniz da Silva para o cargo de presidente do conselho de administração do IROA – Instituto Regional de Ordenamento Agrário.

Ricardo Silva “é detentor de vasta experiência como dirigente da Administração Regional e Local, tendo desempenhado, desde 2014, as funções de presidente do conselho de administração do IROA”, refere fonte do Executivo Regional dos Açores.

Foi, ainda, presidente do Instituto Regional de Ordenamento Agrário, em 2005, tendo assumido, também, o cargo de director Regional de Habitação nos VII e VIII Governos Regionais dos Açores, entre 1996-2004.

Presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande entre 2005 e 2013, Ricardo Silva foi presidente do conselho de administração da Associação de Municípios da Ilha de São Miguel (AMISM) e da MUSAMI – Operações Municipais do Ambiente.

Licenciado em História

Licenciado em História – Ciências Sociais pela Universidade dos Açores, é professor de nomeação definitiva, a partir de Agosto de 1986, na Escola Secundária da Ribeira Grande.

Esta comunicação do Governo Regional à Assembleia enquadra-se no âmbito da legislação que prevê a audição prévia pelos deputados regionais dos nomes escolhidos pelo Executivo para a presidência de empresas públicas.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Carne D’Erva: carne de vaca nascida e criada em Portugal, 100% alimentada a erva fresca e neutra em carbono

Partilhar            A Carne D’Erva é uma marca e produção com origem 100% portuguesa assente em valores …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.