Início / Agricultura / Açores recebem 46% das verbas atribuídas a Portugal para apoio aos produtores de leite

Açores recebem 46% das verbas atribuídas a Portugal para apoio aos produtores de leite

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Governo dos Açores congratulou-se hoje, 23 de Agosto, com a consensualização de critérios para a operacionalização e repartição a nível nacional das ajudas europeias aos produtores de leite, que se traduzem na atribuição à Região de 46% do total das verbas afectadas pela Comissão Europeia a Portugal.

O secretário Regional da Agricultura e Ambiente salientou que este apoio, que se vai traduzir num montante global de 1,8 milhões de euros, reflecte o facto de os Açores produzirem mais de 30% do leite nacional e quase 50% dos queijos.

Nesse sentido, vão ser atribuídos 45 euros por vaca aos primeiros 20 animais de cada exploração, beneficiando todos os produtores da Região.

Luís Neto Viveiros reafirmou, no entanto, que o Governo dos Açores considera o envelope financeiro de cerca de quatro milhões de euros atribuído a Portugal no âmbito dos 350 milhões de ajudas extraordinárias a atribuir aos produtores de leite, manifestamente insuficiente.

Adiantamento de ajudas

O titular da pasta da Agricultura congratulou-se ainda com a decisão do Governo da República de implementar a obrigatoriedade de indicação da origem no rótulo do leite e produtos lácteos, hoje anunciada.

No âmbito das medidas de apoio ao sector do leite, o Governo dos Açores vai proceder em Outubro ao adiantamento em 70% e 80% do pagamento de ajudas previstas no POSEI e no PRORURAL+, respectivamente, após autorização da Comissão Europeia.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Docapesca investe 178 mil euros no Porto de Pesca do Rio Arade

Partilhar            A Docapesca – Portos e Lotas lançou dois concursos públicos para a instalação de central …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.