Início / Agricultura / Açores querem aumentar Perímetros de Ordenamento Agrário para garantir sustentabilidade alimentar

Açores querem aumentar Perímetros de Ordenamento Agrário para garantir sustentabilidade alimentar

O secretário Regional da Agricultura e Desenvolvimento Rural, António Ventura, anunciou hoje, 21 de Abril, na Horta, que o Governo Regional dos Açores já está a rever os Perímetros de Ordenamento Agrário (POA), por forma a aumentar a quantidade de hectares existente.

“No momento actual em que vivemos, com o aumento do preço das matérias-primas, proveniente do conflito militar, interessa aumentar estás áreas, tendo em conta que são áreas privilegiadas, intocáveis e destinadas de produção de agroalimentos”, frisou o governante.

António Ventura, segundo uma nota de imprensa do Executivo açoriano, avançou que, actualmente, existem cerca de 50 mil hectares nos 17 Perímetros de Ordenamento Agrário e que o objectivo é passar para 20 perímetros e para um total de 60 mil hectares, “tornando essas áreas intocáveis e destinadas única e exclusivamente à sustentabilidade alimentar”.

Caminho Agrícola da Carrasca

António Ventura falava na inauguração do Caminho Agrícola da Carrasca, na Ilha do Faial, um projecto que beneficia cerca de 22 explorações, 48 parcelas favorecendo uma área de cerca de 37 hectares.

O caminho agora inaugurado apresenta um comprimento total de 960 metros e foi dotado de um pavimento rígido, particularmente em betão de cimento, tendo-se ainda procedido à execução e melhoramento da drenagem das águas pluviais, de vedação e de ramais de abastecimento de água à exploração.

O traçado desenvolveu-se no caminho já existente, com ligação a Este à Rua Cimo de São Pedro e a Oeste à Travessa do Farrobim, no Farrobim do Norte.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Estação Biológica de Mértola tem vaga para Bolsa de Investigação para Doutoramento

Partilhar              A Câmara Municipal de Mértola informa que a EBM — Associação Estação Biológica de Mértola …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.