Início / Agricultura / Açores apoiam agricultores por todos os bovinos abatidos com BVD

Açores apoiam agricultores por todos os bovinos abatidos com BVD

O secretário Regional da Agricultura e Florestas, João Ponte, assinou hoje, 23 de Março, a portaria que prevê comparticipar financeiramente a totalidade dos animais das explorações de bovinos portadores do vírus da BVD, contribuindo, deste modo, para acelerar o processo de erradicação da doença nos Açores.

“Desta forma, o Governo Regional cumpre o compromisso, assumido perante os parceiros e na Assembleia Legislativa, de compensar os agricultores pelo abate de todos os animais infectados com Diarreia Viral Bovina (BVD)”, refere nota do Executivo Regional.

Apoios de 50 a 700 euros

Os montantes do apoio financeiro a atribuir aos produtores pelo abate dos bovinos infectados variam entre 50 e 700 euros, conforme a idade. Os animais registados em livros genealógicos passam a ter uma majoração de 10% no apoio financeiro.

A BVD é uma doença causada por um vírus RNA, membro do género ‘Pestivirus’, da família ‘Flaviridae’, que ataca bovinos e outros ruminantes, causando prejuízos económicos nas explorações.

Programa de controlo da BVD

O Governo dos Açores iniciou em finais de 2016 o programa de controlo da BVD com o intuito de erradicar a doença na Região, trazendo claros benefícios à qualidade dos animais, ao aumento da rentabilidade das explorações e à notoriedade e valorização de que gozam os bovinos criados nos Açores.

Num universo de aproximadamente 260 mil animais no arquipélago, já foram realizadas cerca de 116 mil análises em bovinos, entre o inicio do programa e 31 de Dezembro de 2017.

Os animais infectados representam uma percentagem de 0,58%, tendo sido abatidos 678 animais.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

Açores recebem certificação de bem-estar animal Welfare Quality

Partilhar              O secretário Regional da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, António Ventura, afirmou esta terça-feira na …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.