Início / Agricultura / 6 dicas para fazer a sua horta urbana em casa que vai adorar saber

6 dicas para fazer a sua horta urbana em casa que vai adorar saber

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Artigo de opinião de Rosa Moreira, Eng.ª Agrónoma, promotora do site A Cientista Agrícola

Se não dispõe de uma horta ou jardim com espaço suficiente para instalar as suas culturas agrícolas saiba que existe sempre solução! Neste artigo, conheça 6 dicas para fazer a sua horta urbana na sua varanda ou terraço e aprenda a produzir os seus próprios alimentos.

1 . Garanta que tem todos os materiais/ferramentas disponíveis para começar

Existem várias ferramentas e materiais de jardinagem que deve garantir antes de colocar “mãos na terra”. Antes de se aventurar na criação da sua horta urbana, garanta que tem sempre “à mão” algumas ferramentas como espátulas, ancinhos, plantador, sacho, tesoura de poda, faca, medidor da composição do solo, luvas, entre outras.

As ferramentas de jardinagem são objectos pessoais, pelo que cada horticultor urbano pode usar sempre a mesma enxada para cavar, independentemente de o solo ser mais ou menos compacto. Existem outros que usam sempre a forquilha, a menos que o terreno seja demasiado pesado. Cabe a cada horticultor urbano, decidir qual o melhor método de trabalho e ferramentas a adoptar.

Dependendo dos seus objectivos, pode ser necessário adquirir acessórios hortícolas tais como telas protectoras, sementeiras/bandejas, mini-estufas, sacos de cultivosubstrato, adubo, entre outros.  Não se esqueça de comprar as sementes/ plântulas que pretende produzir e os tutores para as plantas caso necessário.

como fazer horta urbana

2 . Escolha o local para sua horta urbana, delimite o espaço e prepare do solo

Uma das principais condições que deve garantir para ter sucesso na sua horta urbana é escolher um local com boa exposição solar. Caso a sua horta seja instalada no terraço ou na varanda, deve ter em atenção à incidência de factores edafo-climáticos. É essencial que o local escolhido possua boa incidência de raios solares pelo menos numa parte do dia. Garanta também que a sua horta urbana esteja próxima de uma fonte de água como uma torneira para garantir que seja possível utilizar um balde ou regador para suprimir as necessidades hídricas.  Fazer uma boa preparação do solo antes da instalação da cultura bem como uma boa fertilização antes da sementeira, são também passos essenciais para garantir o crescimento e desenvolvimento das culturas de forma correcta.

É importante que se faça regularmente rotação de culturas de forma a garantir o enriquecimento nutricional do solo e evitar o esgotamento dos nutrientes e o aparecimento de pragas e doenças.

Reforce a frequência das regas sobretudo na fase plena de crescimento e desenvolvimento das culturas e nos momentos em que as temperaturas forem mais elevadas.

como fazer horta urbana

3 . Escolha as culturas que quer semear/plantar

Depois de ter o solo pronto para receber as novas culturas, saiba que a escolha das culturas a instalar é fundamental para garantir o bom crescimento e desenvolvimento das mesmas. Dada a limitação de espaço, escolha semear/plantar hortícolas e frutos que cresçam e se desenvolvem bem próximos uns dos outros.

Escolha hortícolas de pouca “envergadura”, que se adequem melhor ao pouco espaço disponível, e que dêem a maior produção possível atendendo a estas limitações.

Exemplos: ervilhas, alface, cebola, espinafres, alho-francês…

Estes legumes possuem a vantagem de puderem serem semeados em quantidade (muito próximos uns dos outros) e que depois se vão espaçando à medida que forem consumidos, ficando cada vez maiores os que ficam para o fim para serem colhidos.

Outono-Inverno: acelga, canónigo, rabanete, beterraba, espinafre, funcho, ervilha, brócolo, couve.

Verão: pimento, beringela, tomate, curgete, feijão.

Todo o ano: morango, rúcula, nabo, alface, cenoura.

No entanto, em função do clima e das condições do terraço ou varanda podem ser cultivados toda a espécie de legumes sendo uns mais específicos que outros atendendo a estação do ano em que nos encontramos.

como fazer horta urbana

4.Use canteiros, vasos ou sacos de cultivo na sua horta urbana

A utilização de canteiros ou vasos em hortas urbanas é uma prática essencial para “agrupar” o solo e culturas. Esta decisão vai não só facilitar o crescimento e cuidados das suas culturas como vai permitir mudar a sua horta urbana de sítio sempre que quiser.

Para facilitar as tarefas agrícolas nos seus canteiros, garanta que a sua largura seja o dobro do tamanho do seu braço estendido, de forma a que consiga alcançar facilmente as suas culturas de ambos os lados, tornando todas as actividades agrícolas mais fáceis e rápidas. Utilize também substrato, exemplo, SIRO Horta, como fornecedor do solo para o perspectivo cultivo (pois este, tem todas as componentes físicas e químicas necessárias ao sucesso do desenvolvimento das culturas).

Agrupe os canteiros e vasos de forma a que consiga caminhar entre eles, pelo espaço que os separa.

Caso queira fazer a sua horta urbana de forma ainda mais fácil, pode optar pelos sacos de cultivo como o SIRO Hortícola.

SIRO Hortícola é um substrato concebido especialmente para plantar todo o tipo de hortícolas de raiz curta directamente no saco. Devido à sua fórmula equilibrada rica em ácidos húmicos e fúlvicos e à  combinação do correctivo orgânico – Siro Agro 2, com o adubo orgânico biológico, ajuda a enriquecer a componente nutricional ao longo do desenvolvimento das plantas, realçando o seu aroma e sabor.

Permite plantar directamente, criando uma autêntica horta no próprio saco. Possui a vantagem de ser possível colocar o SIRO Hortícola em qualquer lugar exterior ou interior e o seu  picotado na parte superior da embalagem facilita a plantação das hortícolas de acordo com o espaçamento adequado.
Os seus  orifícios na parte inferior do saco permitem uma drenagem perfeita, garantido assim que o sistema radicular das plantas se mantenha saudáveis.

SIRO Morango – saco de Cultivo

como fazer horta urbanaSIRO Morango é um substrato especial para produção de morango – sistema semi-hidropónico. A sua textura média – fina perfeitamente adaptada ao sistema radicular deste tipo de plantas, conjugada com o seu elevado poder de capacidade de troca catiónica, proporciona uma nutrição adequada, aumentando a produção e realçando o sabor e aroma do morango.

Este substrato é enriquecido com adubação de libertação controlada e lenta até 9 meses, especifica para morangueiro, permitindo assim efectuar duas produções, sem recorrer a fertilização adicional.

No saco de cultivo, a sua adaptação à rega localizada permite uma retenção homogénea da água de rega e reduz a possibilidade de propagação de doenças. É concebido com 10 orifícios na parte superior para uma plantação directa e pequenos orifícios para uma drenagem perfeita.

A cor preta do saco origina o aquecimento do substrato, promovendo a antecipação e aumento da taxa de desenvolvimento do morangueiro. 

Composição: Siro Agro 1 (Húmus de casca de pinho – certificado pela RAL), Turfa loira de Sphagnum, Siro Agro 2 (estrume maturado de cavalo) e Adubo mineral de libertação controlada e lenta até 9 meses.

Características Físico-Químicas

pH em CaCl2: 5.0-5.8

Condutividade: 100-150 µS/cm

Granulometria 0-15mm

Matéria Orgânica > 70%

 Fertilização mineral:

NPK 17-9-11 Longevidade 9 meses – 2 kg/m3

5. Tenha em atenção a variação das condições climatéricas

As condições climatéricas numa varanda ou terraço tendem, por vezes, a ser extremas.

Verifica-se muitas vezes muito calor no verão e muito frio e vento no inverno, o que nem sempre é fácil de gerir.

Outras vezes, as varandas e terraços são também zonas expostas a ventos. Por essa razão, devemos ter esses factores em conta e tentar minimizá-los ao máximo.

A criação de barreiras corta-vento como sebes e a utilização de técnicas de ensombramento quando necessário, poderão minimizar impactes negativos destas condições climatéricas instáveis.

6. Inspire-se em outras hortas urbanas para criar a sua com pouco espaço

Dependendo das condições que possui, existem várias soluções que pode adoptar para instalar a sua horta urbana.  Já experimentou por exemplo produzir as suas culturas em vasos na sua varanda ou mesmo na sua cozinha?  Para o mesmo efeito, pode usar também jardineiras que possuem reserva de água e são ideais para serem utilizadas em hortas urbanas cultivadas em espaços interiores.

Este tipo de estruturas, além de permitirem facilitar o processo da rega, controlam a quantidade de água que as suas culturas necessitam o que se revela uma óptima ajuda.

Para se inspirar a ter a sua própria horta urbana, clique neste link para se inspirar.

como fazer horta urbana

Espero que este artigo o tenha inspirado a ter a sua própria horta urbana. Não se esqueça que mais do que um hobby, é uma excelente forma de se iniciar como agricultor principiante e produzir os seus próprios hortícolas e frutos com o selo de segurança e sustentabilidade.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Ambição Agro 2020-30. António Costa: “robustecer sector agrícola nacional é fundamental para recuperar economia”

Partilhar            O primeiro-ministro António Costa afirmou que para recuperar e a economia e torná-la mais resiliente …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.