Início / Agricultura / 5 Truques básicos para cuidar correctamente da relva no Verão

5 Truques básicos para cuidar correctamente da relva no Verão

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Artigo de opinião de Rosa Moreira, Eng.ª Agrónoma, promotora do site A Cientista Agrícola

Agora que as temperaturas altas se fazem sentir é também a altura do ano onde o seu relvado está mais exposto a condições de stress.  Em simultâneo, é no Verão também que desejamos que os nossos jardins estejam mais bem tratados e por essa razão, cuidar do relvado é das tarefas de jardinagem mais importantes.

Conheça neste artigo 5 truques básicos para cuidar correctamente da relva no Verão.

Uma imagem com relva, mesa, sentado, boloDescrição gerada automaticamente

1-Regue nos momentos certos

A rega sempre foi uma das práticas agrícolas mais importantes para a manutenção de um relvado bonito e especialmente nesta altura de maior calor, assume um papel preponderante.

No entanto, é importante fazer uma optimização da rega de forma a dar a água que a relva necessita, nos momentos adequados.

É importante que regue a sua relva nos momentos de menor calor de forma a reduzir a evaporação e o crescimento dos fungos. Nesse sentido, o melhor momento para regar é logo pela manhã, apostando na rega em quantidade de forma a “ensopar” o relvado. Este procedimento é especialmente interessante quando o grau de secura é mais proeminente, podendo repeti-lo até duas vezes por semana.

Se está em dúvida se o seu relvado está ou não desidratado, existem alguns sinais evidentes que deve prestar atenção:  perda de cor (começa a ficar seca), enrolamento das folhas e murchidão bem como a visualização de pegadas que permanecem durante algum tempo na superfície da relva.

Certifique-se também que a distribuição de água seja homogénea.

No seguimento deste primeiro ponto é imprescindível que evite pisar a relva. Se o fizer promoverá a perda o seu brilho e força que certamente não quer.

Uma imagem com relva, exterior, pequeno, criançaDescrição gerada automaticamente

2-Faça cortes regulares

Os cortes regulares da relva são fundamentais para manter a mesma bonita e saudável. Por isso, o meu conselho é que corte a sua relva uma vez por semana, deixando a relva com no máximo 4 cm.

Um relvado com uma “altura” superior tem mais vantagens. Adquire mais tolerância à seca, além de que as suas raízes são mais profundas e a probabilidade de germinação das plantas infestantes é inferior.
Não se esqueça que pode aproveitar as aparas que resultam do corte da relva e utilizá-las como mulching.

Saiba também que se está numa zona em que o clima é demasiado quente e seco, poderá ser benéfico que diminua a frequência dos cortes do seu relvado pois dessa forma evita que este entre em condições de stress. Além disso, este procedimento promove o crescimento mais acentuado da sua relva.

Para que esta tarefa de jardinagem corra da melhor forma, certifique-se que as lâminas do cortador estejam suficientemente afiadas.

3- Garanta que o relvado tenha a nutrição adequada

As temperaturas altas que agora se fazem sentir promovem o rápido crescimento do relvado e a utilização mais acentuado dos nutrientes do solo.  Para colmatar este factor, é fundamental que forneça à sua relva os nutrientes que ela necessita de forma a que esteja sempre bonita. Se pretende um “boost” rápido de fertilização, use um fertilizante líquido adequado para relvados. Caso possua um relvado de dimensões consideráveis, será boa ideia utilizando um fertilizante granulado para este efeito como por exemplo adubo orgânico Relva Siro ou adubo mineral Relva Siro, recorrendo a um espalhador para completar o processo e promover o equilíbrio.  Em alturas de maior calor, aconselho que regue o relvado depois desta aplicação de forma a promover a activação dos nutrientes.

4- Escolha relva adequada a temperaturas elevadas

Se vive numa zona onde as temperaturas mais altas se fazem sentir frequentemente e pretende ter um relvado, deve ter em consideração que precisa de escolher sementes de relva mais adaptadas a um clima mais seco. Caso a sua relva não cumpra este requisito deve tratar de proceder à sua substituição rapidamente pois caso não o faça, o seu relvado pode começar a perder o seu verde característico (torna-se amarelado).  No mercado, existem diversas variedades de sementes de relva que estão adaptadas a climas mais secos tais como a festuca ou a esmeralda( exemplo: semente relva rústica SIRO). Para mais informações peça ajuda a um técnico quando visitar uma loja especializada em jardinagem.

5- Controle o aparecimento de plantas infestantes

É raro o relvado que não tenha plantas infestantes que podem ser trazidas pelo vento ou pelos pássaros que levam as sementes destas ervas daninhas para o seu jardim.

No que diz respeito ao controlo destas  infestantes, pode fazê-lo através de um esquema de manutenção ou através de um corte regular que ajuda a eliminá-las. Caso o número de infestantes seja reduzido pode arrancar as ervas daninhas com uma faca de cozinha ou com um “desenraizador”. Algumas das plantas infestantes mais comuns nos relvados: dente-de-leão, trevo-branco, junça, tanchagem, entre outras.

É importante que não se esqueça de varrer o relvado antes de o cortar de forma a levantar os caules das ervas daninhas e colocá-los no caminho da lâmina do corta-relva. É importante também, que recolha sempre as aparas resultante deste processo.

No caso dos relvados muito atacados por ervas infestantes, use um herbicida adequado para relvados ou aplique uma fórmula herbicida/fertilizante na Primavera.

À semelhança plantas infestantes, também o musgo pode ser um problema para o seu relvado e pode ser um indicador de baixa fertilidade, solo compacto, drenagem insuficiente, entre outros. Para evitar este problema, proceda a uma boa manutenção do relvado no Outono e nunca se esqueça de fornecer os nutrientes que necessita. De forma a ter este problema sempre controlado, utilize o fertisubstrato SIRO Relva de forma a promover uma boa estrutura do solo e promover uma nutrição equilibrada ao longo de 6 meses.

Tanchagem

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Docapesca abre concurso para sinalização do estado da barra e avisos de temporal em Quarteira

Partilhar            A Docapesca – Portos e Lotas abriu um concurso para a sinalização visual do estado …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.