Início / Agricultura / 3º Congresso Ibérico do Milho: UE “tem de permitir aplicação de fitofármacos através da utilização de drones”

3º Congresso Ibérico do Milho: UE “tem de permitir aplicação de fitofármacos através da utilização de drones”

“A Europa não pode continuar isolada do Mundo e tem de permitir a aplicação de herbicidas e outros fitofármacos através da utilização de drones, aplicando assim estes produtos apenas onde são necessários. Assumindo que a Comissão Europeia não abandonou, ainda, a aplicação integral do Pacto Ecológico Europeu, não implementar estas medidas, entre outras, é decretar a morte irremediável da agricultura europeia. Também por isto, têm razão os agricultores europeus nas suas acções de protesto”.

Esta é uma das conclusões saída do 3º Congresso Ibérico do Milho, que reuniu em Lisboa, a 21 e 22 de Fevereiro, 700 participantes de Portugal e Espanha e um painel de 35 oradores que reafirmaram a importância da cultura do milho na agricultura de regadio do Sul da Europa, contribuindo para criar emprego, gerar desenvolvimento socioeconómico e fixar a população no território.

Um encontro organizado pela Anpromis — Associação Nacional dos Produtores de Milho e Sorgo e a Agpme — Associação Geral dos Produtores de Milho de Espanha.

Por outro lado, os produtores de milho concluíram que a União Europeia (UE) “tem de autorizar, sem receios e complexos fundamentalistas, o cultivo de variedades desenvolvidas recorrendo à utilização das novas técnicas genómicas (NTG), sendo esta uma oportunidade única de retomar a dianteira no que respeita à investigação no domínio da biotecnologia”.

Para aqueles agricultores, “a Comissão Europeia e os cidadãos europeus têm de olhar de uma outra forma para a sua agricultura, não lhe retirando a sua capacidade de produzir alimentos de uma forma sustentável, sem dogmas ambientalistas, que nada contribuem para a sustentabilidade do território europeu”.

“Num contexto de total instabilidade e imprevisibilidade geopolítica mundial, a soberania alimentar, a par da Defesa, constitui, para os países europeus, um desígnio estratégico. Cabe, a cada um dos Estados-membros, tomar as devidas medidas para que este objectivo estratégico passe a constituir uma verdadeira prioridade”, frisam os produtores de milho.

“O 3.º Congresso Ibérico do Milho, e a grande dinâmica criada em seu torno, reconhecem a importância que as Associações e as Organizações de Produtores desempenham no modelo agrícola europeu pois, claramente, junto somos e seremos sempre mais fortes”, frisa a organização do encontro.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Presidente da Confagri: “é urgente que Governo diga se vai revogar passagem das DRAP para as CCDR”

Partilhar              O presidente da Confagri – Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas, Idalino Leão, já esteve reunido …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.