Início / Agenda / 2021 Porto Finn Gold Cup: Campeonato do Mundo de Vela volta a Portugal de 5 a 12 de Maio
Foto: Robert Deaves

2021 Porto Finn Gold Cup: Campeonato do Mundo de Vela volta a Portugal de 5 a 12 de Maio

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O 2021 Porto Finn Gold Cup, Campeonato do Mundo de Vela, volta a Portugal de 5 a 12 de Maio. Com corridas oficiais entre os dias 8 e 12, vão ser quatro os portugueses a disputar a prova e lutar pelas duas últimas vagas para os Jogos Olímpicos de Tóquio naquela classe.

A Porto Finn Gold Cup decide a última vaga europeia e a vaga africana da classe finn para os Jogos Olímpicos de Tóquio, que decorrerão de 23 de Julho a 8 de Agosto, e o título mundial deste ano. Os velejadores portugueses que irão lutar pela vaga europeia são Vasco Pereira, Jorge Pinheiro de Melo, Nuno Espírito Santo e Filipe Silva, todos dos Clube Naval de Cascais. Filipe Silva sagrou-se campeão europeu masters na classe finn em 2019.

A preparação para a Porto 2021 Finn Gold Cup já atraiu vários velejadores à região do Porto, acompanhados da sua equipa, e a organização estima que o “impacto económico directo” da prova seja de 750 mil euros.

A prova foi apresentada no passado dia 22 de Abril, nos Paços do Concelho de Matosinhos, e é o terceiro evento internacional de vela organizado pela Frente Atlântica. Marcaram presença na Sala de Sessões Pública a presidente da Câmara de Matosinhos, Luísa Salgueiro, o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, o vereador José Guilherme Aguiar, em representação da Câmara de Gaia, bem como Diogo Barros, da BB Douro. e Manuel Cunha, da Douro Marina, entidades organizadoras do evento.

Luta pela derradeira vaga europeia

Na luta pela derradeira vaga europeia encontram-se “alguns dos melhores velejadores” e 15 selecções, entre elas Croácia, França, Espanha, Polónia e Suíça, consideradas favoritas, destaca a organização do evento.

Um dos atletas participantes é o inglês Gilles Scott, medalhado nos Jogos do Rio de Janeiro de 2016 e vencedor de quatro títulos mundiais nesta classe.

África do Sul, Namíbia e Tunísia são os candidatos à vaga africana, numa classe que tem os dias contados no programa olímpico de vela, pois já não estará presente nos Jogos de 2024.

Na apresentação do evento, a presidente da Câmara de Matosinhos mostrou a sua satisfação por voltar a receber nos Paços do Concelho a apresentação de um evento desta dimensão, destacando que é um sinal de confiança e esperança no futuro. Luísa Salgueiro destacou ainda que, à semelhança de outros eventos como o Festival DDD – Dias da Dança, a decorrer, a Porto Design Biennale ou o Open House, esta prova é mais um dos grandes eventos que os três municípios desenvolvem em conjunto, dando força ao projecto da Frente Atlântica, “tão acarinhado pelo presidente Guilherme Pinto, um projecto que ele defendeu com tanta paixão e que estamos a conseguir manter e materializar com a organização conjunta de grandes momentos como este”.

Este é um evento autorizado pela Federação Portuguesa de Vela e pela Secretaria de Estado do Desporto que incluirá um plano de contingência específico e partilhado com os participantes.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Atleta de Moura: Stefano da Piedade conquista 5º lugar no Campeonato Nacional de Pesca à Bóia

Partilhar              O atleta do Clube Mourense Amadores de Pesca e Caça Desportiva, Stefano da Piedade, alcançou …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.