Início / Agricultura / 1º Encontro Nacional de Sapadores Florestais reúne mais e 300 participantes

1º Encontro Nacional de Sapadores Florestais reúne mais e 300 participantes

O 1º Encontro Nacional de Sapadores Florestais, organizado pelo SNPC – Sindicato Nacional da Protecção Civil, decorreu no dia 6 de Maio em Vila Nova de Paiva. Contou com a presença Sapadores Florestais oriundos da zona Norte, Centro e Sul do país e de várias forças de Protecção Civil e da GNR, juntando mais de 300 participantes.

Durante o Encontro Nacional, realizou-se um plenário nacional com os trabalhadores onde foi aprovado uma Moção que será enviada ao Governo, Grupos Parlamentares e Partidos únicos, “para que se resolva de uma vez os a ausência de Carreira e Estatuto Profissional, se aumente as verbas anuais às entidades patronais para que possam existir aumentos salariais ajustados às funções que o sapador florestal executa diariamente nas nossas florestas”.

O sindicato destaca, em nota de imprensa, “os 60 sapadores florestais que se deslocaram do Alto Minho rumo a Vila Nova de Paiva, organizando-se com recurso ao aluguer de autocarro pago por cada um dos elementos, demonstrando bem a força e a união que move estes trabalhadores, em prol da valorização do seu trabalho”.

No período da manhã teve lugar o debate “O Passado, Presente e o Futuro dos Sapadores Florestais”, onde estiveram presentes o secretário de Estado da Conservação da Natureza e Florestas, João Paulo Catarino, o secretário-geral do Sindicato Nacional da Protecção Civil, José Costa Velho e o presidente do Município de Vila Nova de Paiva, Paulo Marques, entre outras entidades.

Estiveram também presentes Nuno Banza, presidente do ICNF — Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas; Luís Braga da Cruz, presidente da Forestis – Associação Florestal de Portugal; Domingos Xavier Viegas, do Centro de Estudos sobre Incêndios Florestais; Artur Costa, do Serviço Municipal de Protecção Civil de Seia; João Quadrado, da AGIF – Agência para a Gestão Integrada de Fogos Rurais e André Mota, CIM Viseu Dão Lafões.

Realizaram-se ainda uma visita de campo com o tema “Valorizar o Pinheiro-Bravo” a cargo da Centro Pinus e uma palestra sobre os ecossistemas ribeirinhos a cargo da GEOTA – Grupo de Estudos de Ordenamento do Território e Ambiente.

Durante todo o dia e espalhados pela vila estiveram a Força Especial de Protecção Civil (FEPC), a GNR com a Unidade de Emergência de Protecção e Socorro (UEPS), Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) e a Guarda Florestal, os Serviços Municipais de Protecção Civil de Seia e Montemor-o-Velho, os Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Paiva.

Assim como alguns expositores nomeadamente a Maxifardas, a Stihl, a Omnisfera, a Real Vida Seguros, a VSG – Visão Global, a Xerocar.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

IFAP paga 119 M€ de apoios aos sectores agroflorestal e das pescas em Setembro

Partilhar              O Ministério da Agricultura e da Alimentação informa que, no final do mês de Setembro …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.